Goleiro preocupa Corinthians no Uruguai

Após falhas, Rafael Santos será substituído por Julio Cesar contra Racing, em jogo que pode garantir [br]vaga e melhor campanha

Bruno Deiro, O Estado de S.Paulo

14 de abril de 2010 | 00h00

O Corinthians tem hoje no Uruguai a chance de facilitar seu caminho para o sonhado título da Libertadores. O Alvinegro enfrenta o Racing, às 21h50, em Montevidéu, e pode antecipar sua passagem para as oitavas de final. Ainda sem o titular Felipe, o terceiro reserva Julio Cesar entrará no lugar do criticado Rafael Santos no gol corintiano.

Com o melhor aproveitamento entre as 32 equipes da competição (83%), o time do técnico Mano Menezes garante a vaga com uma vitória no Parque Central, local da partida. "Se classificarmos com o primeiro lugar geral, seremos referência. O principal adversário que todos vão estudar", afirma Mano. "Mas o pensamento é classificar, vencer no Uruguai para aí sim pensarmos em terminar em primeiro."

A equipe terá a volta de Moacir na lateral-direita - o titular Alessandro ainda não está recuperado. Anteontem, Mano chegou a usar Marcelo Mattos na posição. "Não fiz teste, o Moacir estava fazendo recondicionamento físico e vai jogar." No treino de ontem, Marcelo Mattos sentiu dores na coxa direita durante o aquecimento e foi vetado.

A novidade é a volta do rodízio embaixo das traves. Mano Menezes admite que vinha mantendo Rafael Santos no time para não "queimar" o jovem goleiro reserva, de 21 anos. "Contra o Racing vai jogar o Julio, mas temos a mesma confiança nos dois. Tivemos a preocupação de não tirar o Rafael em uma condição de pós-clássico, pois isto seria ruim", disse o treinador.

Mau começo. Na sua primeira chance na temporada, Rafael Santos falhou justamente em um clássico. Na vitória por 4 a 3 sobre o São Paulo, soltou bola fácil no segundo gol do rival e saiu mal do gol no terceiro. Mesmo assim, foi mantido contra o Cerro Porteño, pela Libertadores, e nos dois últimos jogos pelo Estadual, contra Ituano e Rio Claro. "Ele foi criticado, mas ganhamos os quatro jogos em que ele foi titular", defende Mano.

Contra o Cerro, o goleiro deu sustos na defesa e quase levou gol em um chute fraco, que saiu pela linha de fundo. No fim do jogo, porém, salvou o time com uma boa defesa.

No jogos diante do Ituano foi pouco exigido, e contra o Rio Claro falhou novamente e perdeu a chance de melhorar sua imagem com a torcida. "Não tenho mais preocupação quanto ao Rafael, na posição dele é assim mesmo", afirmou Mano Menezes.

Revelado nas categorias de base, Rafael Santos tem 9 jogos com a camisa do Corinthians. Já Julio Cesar, de 25 anos, defendeu o Alvinegro por 15 partidas e foi titular apenas uma vez este ano, na derrota por 2 a 0 para o Grêmio Prudente, pelo Paulista.

AS FALHAS DE RAFAEL

27 de março

Corinthians 4 x 3 São Paulo

Rafael Santos falha em dois gols do São Paulo, ambos marcados por Rodrigo Souto, em clássico disputado no Pacaembu. Só não foi crucificado porque o time conseguiu a vitória no último minuto

1º de abril

Corinthians 2 x 1 Cerro

Goleiro não falha no gol sofrido pelo time no Pacaembu, mas erra feio em lance que a bola escapou de suas mãos e quase entrou

7 de abril

Corinthians 5 x 1 Rio Claro

Rafael Santos solta a bola e Corinthians sofre gol da equipe do interior, mais uma vez no Pacaembu. Depois, time se recupera e goleiro escapa novamente de críticas mais contundentes

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.