Golfe: Sul-africano lidera torneio

Com 14 tacadas abaixo do par do campo - 129 no total, depois de dois dias do Brasil Open São Paulo, que vai até domingo no São Paulo Golf Club -, o sul-africano Darren Fichardt fez uma volta brilhante, nesta sexta-feira, e passou à liderança do torneio que, no meio da tarde, novamente foi interrompido por causa de raios. O jogador conseguiu um "eagle" no buraco de 17, de par cinco (o "par" é o número ideal de tacadas; Fichardt fechou com apenas três - duas abaixo do par, o que é chamado "eagle").O sul-africano de 25 anos não joga o European PGA Tour - recebeu convite para participar desta etapa do circuito, em São Paulo. Para conseguir o "eagle", ele contou que alcançou 231 metros na primeira tacada (o "drive"). Com a segunda tacada, ficou a apenas cinco metros do buraco e, na terceira, embocou. No primeiro dia, disse, arriscou muito. "Fiquei diversas vezes em situação difícil e fiz três ?bogeys? (quando se faz uma tacada a mais do que o ideal, para encaçapar a bolinha)."Há um mês, Fichardt foi campeão do Tour Championship, na África do Sul, fechado com 14 tacadas abaixo do ideal.Na classificação geral, em segundo lugar estão o espanhol Diego Borrego, o sueco Richard Johnson e o sueco John Skold, com menos sete tacadas. José Aderbal segue como o melhor brasileiro, com duas tacadas abaixo do par.Os 69 jogadores que não haviam completado a rodada do primeiro dia tiveram de terminar a volta do campo antes de iniciar a segunda rodada, nesta sexta-feira. Dos 144 inscritos, 74 serão eliminados sábado. Domingo, jogam apenas 70, concorrendo à premiação de R$ 1,4 milhão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.