Gomes fecha o gol e Tottenham derruba o Milan

Goleiro brasileiro é decisivo na vitória do time inglês por 1 a 0, em Milão. Alexandre Pato e Robinho vão mal

, O Estado de S.Paulo

16 de fevereiro de 2011 | 00h00

MILÃO

O Milan era o dono do campo, mas esqueceu de mostrar o futebol imaginado pela torcida que lotou o Estádio San Siro. Com fraca atuação, foi derrotado pelo Tottenham por 1 a 0, no jogo de ida das oitavas de final da Copa dos Campeões.

O goleiro Gomes acabou o jogo como um dos destaques da partida. Não fosse ele, dificilmente o time inglês deixaria a Itália com a vitória. O Milan teve poucos momentos de lucidez no ataque, mas quando chegou parou no goleiro brasileiro. O camisa 1 foi decisivo ao defender duas cabeçadas de Yepes.

Os visitantes pareciam estar atuando em casa na primeira etapa. Superiores, tentavam aproveitar a altura do grandalhão Peter Crouch e abusavam das bola aéreas. Já o Milan estava perdido. A bola não chegava a Ibrahimovic e Robinho também demorou a aparecer. O ex-santista, aliás, teve atuação apagada.

O líder do Campeonato Italiano - sem perder há oito rodadas e três pontos à frente do Napoli - só foi melhorar no segundo tempo, com a entrada de Alexandre Pato. Em poucos minutos, o Milan mostrou nova disposição, mas a investidas paravam em grandes intervenções de Gomes.

O Milan pecou pelo nervosismo. Flamimi deveria ser expulso pela violenta entrada em Córluka, que precisou sair de maca de campo e foi substituído. O volante Gattuso também exagerou. Primeiro, deu um empurrão num integrante da comissão técnica do Tottenham. Depois, acertou um tapa em Crouch. Apenas na terceira jogada violenta ele levou o cartão amarelo, o que o tira da partida de volta, a ser disputada em 9 de março.

O Tottenham chegou à vitória em um rápido contra-ataque. O baixinho Lennon arrancou pela direita e deixou Crouch livre para fazer 1 a 0 aos 35 minutos. No fim, Ibrahimovic chegou a empatar, mas o gol foi bem anulado - ele empurrou o adversário.

Ainda ontem, na Espanha, Valencia e Schalke 04 ficaram no 1 a 1. Soldado anotou o gol dos espanhóis e Raul empatou para o time alemão.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.