Gordon vence nos carros e matém dia de surpresas no Dakar

Uma sexta-feira de grandes surpresas no Rally Dakar, Após a vitória do espanhol Jordi Viladoms na categoria motos, quem chegou na frente entre os carros foi de um especialista em provas em autódromos: o norte-americano Robby Gordon, que fez história na Fórmula Indy e na Nascar. Ao lado de Andy Grider, Gordon cruzou do trecho cronometrado de 394 quilômetros entre Tan Tan e Zouérat em 2h58min57seg, com 17 segundos de vantagem para o francês Jean-Louis Schlesser e seu navegador, Arnaud Debron. Gordon havia sido o primeiro norte-americano a vencer uma etapa do Dakar, na edição de 2005. Os favoritos só começaram a chegar a partir do terceiro lugar. Giniel de Villiers e Dirk Von Zitzewtiz ficaram a 6min52seg de Gordon, enquanto Carlos Sainz e Michel Perin terminaram em quarto, a 7min17seg. ] Na seqüência ficaram: Stephane Peterhansel em quinto (a 7min49seg), Nasser Al Attiyah em sexto (a 8min24seg), Carlos Souza em sétimo (a 10min03seg), e Luc Alphand em oitavo (a 10min45seg). Um dos favoritos ao título, o espanhol Nani Roma foi mal e só cruzou a linha de chegada 28min32seg do vencedor do dia. O brasileiro Paulo Nobre, o Palmeirinha, registrou a marca de 3h36min02seg, ficando a 37min05seg do norte-americano. Os resultados da etapa pouco alteraram as primeiras posições da classificação geral do Dakar. Sainz segue na ponta, com o tempo total de 16h00min04seg. O espanhol, no entanto, viu sua vantagem diminuir para De Villiers, vice-líder, que surge 3min11seg atrás. Souza é o terceiro (a 14min03seg). Alphand ocupa o quarto lugar (a 23min55seg) e Peterhansel o quinto (a 25min03seg). Apesar da vitória hoje, Gordon está fora da luta pelo título do Dakar, já que surge com desvantagem de 3h49min07seg para Sainz. No quarto dia de rali, ele enfrentou problemas e completou apenas na 77.ª posição, prejudicando sua participação.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.