GP de Monza deve ser marcado por intensa troca de posições

Entre as pistas do calendário, dizem os pilotos, a de Monza é a que mais oferece a possibilidade de ultrapassagens. Por isso o treino classificatório, hoje, é, como sempre, importante, mas tende a interferir menos no resultado da corrida, amanhã, que nos demais traçados. Os treinos livres de ontem apresentaram, como vem acontecendo no campeonato, resultados surpreendentes de novo.

, O Estadao de S.Paulo

12 de setembro de 2009 | 00h00

O líder do Mundial, por exemplo, Jenson Button, da Brawn GP, ficou em penúltimo na sessão da tarde e Adrian Sutil, da Force India, equipe sensação na última etapa, na Bélgica, com o segundo lugar de Giancarlo Fisichella, obteve o primeiro tempo à tarde com 1min23s924. Rubinho, companheiro de Button, não foi além da 16ª colocação à tarde, a de maior representatividade no dia. "Esses tempos não correspondem à realidade", disse. "Estamos melhor que em Spa-Francorchamps (largou em 4º) e pior que em Valência (3º no grid)."

A organização do GP da Itália modificou as zebras por elas serem por demais determinantes do desempenho dos carros. Quem podia passar sobre elas tinha grande vantagem. "Agora não são mais zebras, mas muros", definiu Rubinho. O piloto afirmou que os carros com o sistema de recuperação de energia (Kers) estão sendo beneficiados, por causa das longas retas. "McLaren, Ferrari e Renault devem andar bem." Sempre no treino da tarde, Romain Grosjean obteve o 2º tempo, seu companheiro de Renault, Fernando Alonso, 3º, e Heikki Kovalainen, da McLaren, 4º. O campeão Lewis Hamilton, também da McLaren, ficou em 1º de manhã. Kimi Raikkonen, vencedor na Bélgica, foi o 10º.

A falta de sintonia com o modelo F60 da Ferrari é uma das razões apontadas por Giancarlo Fisichella, substituto de Felipe Massa, pelo último tempo no segundo treino. A sessão que define o grid começa às 9h de Brasília e terá transmissão da Globo.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.