GP São Paulo: prêmio recorde

Competição mais tradicional do turfe paulista oferece premiação de R$ 1 milhão; prova começa às 16h50

Bruno Deiro, O Estadao de S.Paulo

16 de maio de 2009 | 00h00

A qualidade dos competidores que disputam hoje o Grande Prêmio São Paulo de Turfe 2009 está à altura do prêmio recorde de R$ 1 milhão que será pago pelo evento este ano. Entre os concorrentes estão os campeões dos principais GPs recentes, o que reafirma o momento especial vivido pelo turfe paulista. "É o resultado de um trabalho de equipe, ancorado na grande maioria dos sócios do Jockey Club de São Paulo e de grande parte da população da nossa cidade", explica Márcio Toledo, presidente do Jockey Club de São Paulo. O prêmio de R$ 1 milhão será dividido entre os ganhadores das quatro provas principais. Na mais tradicional, o GP São Paulo, que ocorre hoje, às 16h50, será paga uma premiação de R$ 500 mil - destes, R$ 300 mil ficam com o vencedor. Disputando esta premiação história estará o o atual campeão do GP São Paulo, o cavalo Jeune-Turc, dos proprietários Gonçalo Torrealba e Eduardo da Rocha Azevedo. Em busca do bicampeonato, o defensor do Stud Ced tem de quebrar uma escrita que persiste há quase 50 anos: desde 1962 um cavalo não conquista o GP São Paulo pela segunda vez. Em 86 anos, apenas quatro conseguiram o feito. Forte candidato a impedir o fim do tabu é o atual vencedor do GP Associação Latino-Americana de Jockey Clubes, o potro Hot Six, do proprietário Stefan Friborg. O defensor do Stud Estrela Energia ganhou prestígio ao vencer a prova internacional, que voltou ao calendário do turfe paulista no ano passado após 18 anos de ausência e foi assistida por cerca de 20 mil pessoas. Completa a lista de favoritos o veterano Top Hat, vencedor do GP Brasil 2008, de propriedade de Júlio César Mesquita, titular do Stud JCM e integrante do Conselho de Administração do jornal O Estado de S. Paulo. Top Hat, que quase foi aposentado em 2007, mostrou sua qualidade ao vencer com sobras uma das prova mais tradicionais do turfe brasileiro. Nas outras três competições internacionais, R$ 170 mil estarão em jogo , sendo R$ 100 mil para o vencedor. Entre elas, o GP Presidente da República, marcado para as 16 horas. No total, 11 páreos serão disputados na tarde de hoje no Jockey Club de São Paulo.FESTA PARA TODOSO charme e a elegância dos espectadores são elementos indispensáveis do evento. O desfile feminino de chapéus e vestidos longos é a marca registrada de um evento que há muitos anos reúne a população paulistana e grupos de moradores de cidades do interior paulista. Além das competições, o evento promove apresentações artísticas e atrações para todas as idades. "A população vê hoje o Jockey Club como um espaço de todos", diz Márcio Toledo. A prova do GP São Paulo, que de 1923 a 1946 foi disputada na Mooca, tem como sede atual o Hipódromo de Cidade Jardim.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.