Grael define equipe para a Volvo Ocean

O campeão olímpico Torben Grael informou hoje os últimos nomes da equipe Brasil 1, que disputará uma das mais tradicionais regatas de volta ao mundo, a Volvo Ocean Race, em 2005. A equipe será formada por cinco brasileiros, dois australianos, dois espanhóis, um neozelandês, além de um norueguês. "Estou muito confiante de que formamos um grupo forte. Constatamos isso nessa primeira reunião que tivemos", disse Grael, o comandante da equipe. "A empatia da tripulação foi muito grande e espero que continue assim durante todo o processo de participação na Volvo." Grael já havia escolhido seu parceiro na classe Star, Marcelo Ferreira, além de André Bochecha Fonseca, João Joca Signorini e Kiko Pellicano para a equipe. E, hoje, informou o nome dos velejadores estrangeiros: os australianos Adrianne Cahalan e Justin Clougher, os espanhóis Guillermo Altadill e Roberto "Chunny" Bermudez, o neozelandês Stuart Wilson, e o norueguês Knut Frostad. "Como o Brasil nunca participou da Volvo, não tínhamos velejadores com experiência. Tivemos de buscar isso nos estrangeiros. E todos os escolhidos são muito experientes em regatas desse tipo", explicou Grael. Em seguida, destacou a escolha de Adrianne Cahalan para a função de navegadora. "É muito difícil encontrar alguém com capacidade para ler os dados meteorológicos e traçar a melhor rota. E a Adrianne faz isso muito bem. Só o fato de ser a primeira mulher a bater o recorde de volta ao mundo já mostra como ela é qualificada." Amanhã a equipe estará em Idaiatuba, interior de São Paulo, para visitar o estaleiro ML Boatworks, onde o barco Brasil 1 é construído.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.