Paulo Pinto/AE
Paulo Pinto/AE

Grave contusão tira Ganso de jogos decisivos

Lesão muscular sofrida neste domingo no clássico afasta o craque do Santos por pelo menos 30 dias, segundo previsão inicial

FÁBIO HECICO e SANCHES FILHO, O Estado de S.Paulo

09 de maio de 2011 | 00h00

SÃO PAULO - Aconteceu o que Muricy Ramalho mais temia: Paulo Henrique Ganso só aguentou meio tempo do primeiro jogo da decisão do Campeonato Paulista contra o Corinthians e não viaja para a Colômbia, onde o Santos enfrentará o Once Caldas, quarta-feira à noite, pelas quartas de final da Copa Libertadores.

O maestro santista sofreu lesão muscular grave na coxa direita e passou por exame de ressonância magnética neste domingo à noite, na capital. As previsões iniciais são pessimistas. Ganso pode ficar fora do restante da Libertadores: o tempo estimado para a sua recuperação é de 30 a 45 dias.

O treinador lamentou a lesão do articulador do meio-campo santista. "É difícil a gente saber que vai entrar em campo nessas condições e que há o risco de perder jogadores. Nosso ritmo está muito forte", disse Muricy.

Ele voltou a se queixar da maratona que o Santos vive, com dois jogos por semana e mais viagens para fora do País, por disputar simultaneamente fases decisivas da Libertadores e o título paulista. "Não adianta se queixar porque ninguém vai fazer nada. O futebol hoje é um grande negócio", criticou.

ESPN - Ganso deixa clássico com lesão na coxa

Para Neymar, Ganso vai fazer muita falta, tanto contra o Once Caldas como também no segundo jogo da decisão contra o Corinthians, domingo, na Vila Belmiro. "Mas vamos procurar descansar e compensar a ausência dele", disse o melhor jogador em campo no clássico.

Neymar viu um jogo equilibrado neste domingo. E não arrisca palpite. "O gol tanto poderia sair para um lado como para o outro. O jogo foi lá e cá. Eu tive uma boa oportunidade no primeiro tempo e duas na segunda etapa, mas a bola batia aqui e ali e saía. Não acho que na Vila Belmiro um dos dois times terá vantagem. Vai ser outro grande jogo", disse.

O Santos também perdeu Danilo para a finalíssima contra o Corinthians. O volante recebeu o terceiro cartão amarelo, para a irritação de Muricy. "Foi o único erro do juiz (Cléber Wellington Abade). Nem sei se houve a falta e ele tirou da decisão o nosso único jogador pendurado que estava em campo", disse o treinador.

Muricy gostou do comportamento do time, principalmente no segundo tempo. Sobre a atuação de Neymar, que levou o time para frente na etapa final, o treinador não economizou elogios. "Ele é a nossa realidade, já é o melhor jogador do País. Quando o negócio não está bem, é jogar a bola para ele, como era com Zico, Ademir da Guia e outros."

Dúvida. Arouca e Léo vão viajar com o Santos para Manizares - embarque hoje às 13 horas, em voo fretado -, mesmo sem saber se terão condições para enfrentar o Once Caldas. Eles estão machucados e não enfrentaram neste domingo o Corinthians.

Veja também:

linkJOGO - Leia como foi Corinthians 0 x 0 Santos

video ESPN - Muricy volta a reclamar de calendário do futebol

video ESPN - Neymar lidera reclamações santistas sobre desgaste

video ESPN - Corinthians e Santos empatam no Pacaembu

blog ANTERO GRECO - Santos e Corinthians deixam tudo para a Vila

link Neymar e Liedson lamentam bolas na trave no clássico sem gols

som ESTADÃO ESPN - Muricy mais uma vez critica calendário de jogos

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.