GRD estréia no Mundial de olho em Atenas

O Brasil estréia nesta quarta-feira no Mundial de Ginástica Rítmica Desportiva (GRD), em Budapeste, na Hungria, de olho na classificação para a Olimpíada de Atenas/2004. Larissa Barata, Tayanne Mantovanelli e Mônica Rizzo são as primeiras a entrarem em ação, na disputa individual, com as apresentações do arco e bola - na quinta, será a vez das maças e das fitas.O conjunto brasileiro, formado por Dayane Camillo, Thalita Nakadomari, Ana Maria Maciel, Fernanda Cavalieri, Gabriela Andrioli e Natália Eidt, começa sua participação apenas na quinta-feira, com as apresentações do arco e bola e das fitas.Nas provas individuais serão 24 vagas olímpicas em jogo, entre 131 inscritas. Os países que conseguirem ficar entre o 1º e o 5º lugar levarão duas ginastas a Atenas. Além disso, as 10 melhores que não sejam desses cinco países também se classificam. A Federação Internacional de Ginástica (FIG) ainda dará um convite para outras três atletas.No conjunto, as regras são diferentes. Dos 24 participantes, apenas os 8 primeiros colocados garantem vaga olímpica. A FIG ainda tem o direito de convidar mais dois países para Atenas.Atual bicampeão pan-americano, o conjunto brasileiro tem boas chances de ir ao Jogos de Atenas - no último Mundial, em 2002, ficou em 8º lugar.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.