Grêmio e Vasco tropeçam

Na luta por vaga na Libertadores, equipes desperdiçam pontos preciosos atuando em casa

O Estadao de S.Paulo

04 de outubro de 2007 | 00h00

A bruxa andou solta para quem busca vaga na Taça Libertadores ontem. Dois jogos nos quais a vitória era dada de barbada acabaram não acontecendo.O resultado mais surpreendente aconteceu em São Januário, no duelo entre Vasco e o Juventude, o penúltimo colocado, que com um gol do rodado Fábio Baiano, aprontou para os cariocas ao vencer por 1 a 0.O Vasco chegou ao sétimo jogo seguido sem ganhar na competição e começa a ver o sonho de jogar na Libertadores ano que vem ficar bem distante. Com o resultado, o técnico Celso Roth passa a ter seu trabalho questionado pela diretoria. Hoje, uma reunião na sede do clube deve definir a situação do treinador.Em sua defesa o comandante terá a ausência do goleador Leandro Amaral, suspenso do duelo de ontem. O substituto, Enílton, teve noite decepcionante, errando todos os lances. Nas duas chances que teve, ambas de cabeça, não conseguiu superar o goleiro Michel.No Estádio Olímpico lotado, o Grêmio, agora quarto colocado na classificação, deixou escapar dois pontos diante do desesperado Atlético-MG, ao ceder, no fim, o empate por 2 a 2. Os gaúchos estiveram duas vezes na frente do placar, 1 a 0 e 2 a 1, gols de Jonas e Marcelo. Mas Vinícius, duas vezes, anotou os gols que tiraram, pelo menos até hoje, os mineiros da zona de rebaixamento. Terão de torcer por derrota do Paraná diante do América-RN, em Natal, esta noite.Quem segue em ascensão na competição e começa a mirar uma vaga na Taça Libertadores é o Sport. O time pernambucano, algoz do Corinthians em pleno Pacaembu (2 a 1) na rodada passada, ontem atropelou o Goiás, em queda livre na tabela, ao golear por 4 a 0 na Ilha do Retiro. Júnior Maranhão, Adriano Gabiru, Anderson Aquino e Luizinho Netto foram os autores dos gols que praticamente livraram o time da degola - estava ameaçado não faz muito tempo - e o fizeram sonhar com vôos altos no Nacional, agora com 42 pontos ganhos.O Atlético-PR é outro a respirar na classificação. Depois de muitas rodadas entre os últimos colocados, do vexame de ser goleado no sábado por 5 a 0 para o Náutico, no Recife, a equipe paranaense ganhou do cambaleante Botafogo por 2 a 0 - com gols de Jancarlos e Michel - e subiu para a décima posição na tabela. O Goiás segue com 37 pontos, em 11º lugar.Os cariocas, que lideraram o torneio por quase todo o primeiro turno, somaram a terceira derrota seguida - ainda não obtiveram um triunfo sob o comando do técnico Mário Sérgio, que substituiu Cuca - e vêem a vaga na Libertadores cada vez mais, virar um sonho distante.A rodada de hoje terá outro duelo interessante na luta contra o rebaixamento para a Série B. No Estádio Orlando Scarpelli, em Florianópolis, o time da casa (12º colocado) recebe o instável Internacional, na porta da zona de queda, em 15º lugar.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.