Grêmio leva surra no Beira-Rio

Internacional atropela o rival (4 a 1) e deixa de bandeja a primeira colocação da tabela para o Palmeiras

Porto alegre, O Estadao de S.Paulo

29 de setembro de 2008 | 00h00

Os torcedores que coloriram ontem o Beira-Rio talvez jamais imaginassem, antes do início do 373.º Gre-Nal da história, que o Inter pudesse golear o ex-líder do Brasileiro por 4 a 1. Até porque o Colorado nunca havia vencido o arqui-rival por mais de dois gols de diferença em seu campo. Mas a surpresa aconteceu - e com o resultado o Grêmio caiu para 2.º lugar, com 50 pontos. O Inter é 8º, com 42.O jogo foi eletrizante. O Inter saiu na frente do marcador logo aos 4 minutos, com o argentino D?Alessandro. O Grêmio foi em busca do empate nos minutos seguintes. Aos 6, Índio salvou o Inter ao interceptar dentro da área um passe de Perea para Tcheco. Aos 10, Tcheco cobrou falta pela direita, Pereira ajeitou e Orteman cabeceou na trave. Aos 19, saiu o empate, com um belo chute de Tcheco. Os times insistiram no ritmo forte - com lances de tensão. Até que aos 28, o argentino Guiñazú cobrou rapidamente falta ao lado da área do Grêmio e Alex entrou livre para desempatar. Os gremistas reclamaram da suposta cobrança irregular da falta, mas o árbitro Evandro Roman confirmou o gol.O irônico é que os dirigentes do Grêmio pediram durante a semana um árbitro gaúcho. Foram atendidos em parte, já que Evandro Roman, embora gaúcho, trabalha no Paraná. A verdade, porém, é que ninguém entendeu direito a solicitação gremista, pois nos últimos cinco anos foram nove clássicos dirigidos por árbitros do Rio Grande do Sul e o Grêmio não venceu: perdeu cinco e empatou quatro.Mesmo na frente do placar, o Inter não recuou um milímetro. Ao contrário, continuou a incomodar a defesa adversária. Por isso, aos 40, a agressividade foi premiada: D?Alessandro cobrou escanteio pela direita e, na pequena área, o zagueiro Índio desviou para a rede, fazendo 3 a 1. Mas o Colorado não estava satisfeito. E, aos 45, D?Alessandro centrou para a área gremista, a defesa parou e o rápido Nilmar marcou seu 12.º gol no campeonato.Um primeiro tempo de Gre-Nal terminando com goleada do Inter por 4 a 1 era impensável. O meia Tcheco sentiu a pressão e revidando uma falta cometida por Edinho. Os dois foram expulsos.No segundo tempo, o Inter diminuiu o ritmo, o Grêmio passou a pressionar e criou boas oportunidades. Principalmente nos primeiros 15 minutos. Depois, a equipe gremista se limitou a levantar bolas sobre a área do Inter, sem forçar para vencer a defesa colorada, que se portou o tempo inteiro de maneira impecável. Mas o destaque foi o argentino D?Alessandro. Ele foi o responsável pelo surpreendente resultado.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.