Grêmio perde, de virada, para o Goiás

Líder saiu na frente do placar, mas levou dois gols na segunda etapa

O Estadao de S.Paulo

14 de setembro de 2008 | 00h00

O Goiás fez o líder Grêmio conhecer uma situação inédita no Campeonato Brasileiro: uma derrota dentro do Estádio Olímpico. O time do técnico Hélio dos Anjos comemorou a vitória por 2 a 1, de virada, como a de uma decisão. "Para a imprensa gaúcha, a vitória do Grêmio parecia favas contadas. Em campo, demos a resposta do nosso trabalho", desabafou o treinador do time goiano.Os gremistas, que pressionaram durante toda a partida, abriram o placar aos 30 minutos da primeira etapa, com o zagueiro Léo. Mas a reação do Goiás veio no segundo tempo, com Paulo Baier, aos 3 minutos, e Vítor, aos 30. ATLÉTICO-PR X PORTUGUESAO Atlético-PR se deu bem na estréia do técnico Geninho e venceu a Portuguesa por 2 a 0, em Curitiba. A Lusa agora é a última colocada, com 23 pontos.O primeiro tempo apresentou um Atlético-PR atrapalhado e uma Portuguesa desnorteada, sem grandes chances de gol para ambos os lados. O jogo foi decidido na etapa final, com Júlio César, aos 4 minutos, e Antônio Carlos, aos 12.IPATINGA X ATLÉTICO-MGO ex-lanterna Ipatinga continua firme na luta para escapar do rebaixamento. Em casa, venceu o Atlético-MG por 3 a 2 e passou a somar 24 pontos. O Ipatinga saiu na frente aos 36 minutos, com Ferreira. O segundo gol, aos 8 da etapa final, foi marcado por Luciano Mandi. O Atlético-MG reagiu aos 15, com Renan Oliveira. O Ipatinga ampliou dois minutos depois com Adeilson; e, aos 23, Leandro Almeida diminuiu.BOTAFOGO NA CAÇA AO GRÊMIOO Botafogo pode transformar-se hoje no maior perseguidor ao líder Grêmio. Para tanto, necessita de uma vitória diante do Internacional, às 18h10, no Engenhão, e torcer para que o confronto entre Cruzeiro e Palmeiras, no Mineirão, termine empatado. O técnico Ney Franco deve escalar uma equipe bastante ofensiva. Sem Túlio e Carlos Alberto, suspensos, o treinador pensa em escalar dois volantes e quatro homens avançados: o meia Lucio Flávio e os atacantes Gil, Jorge Henrique e Wellington Paulista. Com campanha decepcionante longe do Beira-Rio, o Inter aposta na retranca - Tite acena com a escalação de três volantes. O técnico garante, porém, que o meio-campo estará mais compacto e com melhor saída de bola para o ataque. Em São Januário, Vasco e Náutico fazem, às 16 horas, confronto direto na luta contra o rebaixamento. Os cariocas ocupam a 14ª posição, com 26 pontos, mesma pontuação dos pernambucanos, uma colocação abaixo. Ambos estão separados da zona perigosa por um ponto. A rodada ainda tem Sport x Figueirense (16 horas) e Vitória x Coritiba, às 18h10.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.