Grêmio vê torcida dobrar em Prudente

Em Barueri, média era de 2,8 mil por jogo e agora é de 5,6 mil. Ingressos para Brasileiro já estão à venda na cidade

Sandro Villar, O Estado de S.Paulo

13 de abril de 2010 | 00h00

ESPECIAL PARA O ESTADO

PRESIDENTE PRUDENTE

Presidente Prudente está eufórica. Desde que o time se transferiu para a cidade, no começo do ano, a torcida cresceu, em média, 100% em comparação a Barueri. "A média de torcedores na Arena Barueri era de 2,8 mil por jogo. Agora, no Prudentão, é de 5,6 mil por jogo. Dá 100% de aumento", contabiliza o diretor de marketing, Michel Fauze Mattar. A explicação para os números é simples. "A região (de Presidente Prudente) é carente de grandes eventos esportivos. A adesão (ao time) é grande e está dentro do esperado." Até agora, o time fez 11 jogos na nova casa.

E os empolgados torcedores de Prudente já podem comprar antecipadamente ingressos para os 19 jogos que o time disputará em casa, como mandante, no Campeonato Brasileiro. A venda de 1,5 mil carnês começou no último fim de semana em 13 locais, a maioria em uma rede de postos de combustíveis. Com ingressos apenas para a arquibancada central do Prudentão, o carnê custa R$ 500 e pode ser parcelado em até cinco vezes no cartão de crédito. "O carnê traz um vale que é trocado por ingresso na bilheteria do estádio no dia do jogo", diz Mattar.

Se houver boa aceitação por parte da torcida, o Grêmio Prudente vai imprimir mais 500 carnês. "O primeiro lote é de 1,5 mil e o objetivo é vender 2 mil." Sem contar com parceiros, o clube vai gastar até R$ 30 mil na confecção dos carnês e com propaganda, incluindo outdoors.

Santo André. A preparação do Santo André para o segundo jogo da semifinal inclui concentração. Curiosamente o local escolhido para a equipe se isolar foi o antigo centro de treinamento do rival. A equipe chega hoje a Barueri, a convite da Prefeitura, onde ficará até sexta-feira. De acordo com o supervisor de futebol do Santo André, Juraci Catarino, a escolha da cidade foi apenas por causa da infraestrutura. "Aceitamos pelas condições de trabalho. Nem levamos em consideração o fato de o (Grêmio) Prudente ter treinado lá antes", comentou. A temporada inusitada do time, porém, esquenta o clima para o próximo jogo.

Fruto de uma parceria com a Prefeitura de Barueri, o clube do ABC não pagará nada para usufruir das instalações esportivas.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.