Guarani festeja antecipação da rodada

Finalmente a diretoria do Guarani conseguiu um motivo para comemorar. A antecipação de seu jogo contra a Portuguesa Santista, para sábado, medida tomada pela FPF pela manhã, deixou o ambiente mais tranqüilo na concentração do time, na cidade de Jacutinga-MG. Para alguns, a justiça foi feita. "Não havia cabimento a gente jogar domingo, enquanto os concorrentes já saberiam os resultados que precisariam", lembrou o técnico Carlos Alberto Silva, ainda bastante desgastado pela série de sete jogos sem somar pontos dentro do Campeonato Paulista. Lanterna da competição, com apenas 14 pontos, o Guarani precisa vencer a Santista e ainda torcer por tropeços de seus principais concorrentes na luta para fugir da Série A-2: Mogi Mirim, Internacional, Barbarense e Matonense. A preocupação da comissão técnica é transmitir tranqüilidade aos jogadores, que perderam a tranqüilidade nos últimos jogos. Tanto que o zagueiro Gláuber foi multado em R$ 10 mil por fazer declarações contra a FPF, logo após a derrota diante do Botafogo, por 2 a 1, em Ribeirão Preto. E os meio-campistas Martinez e André Gomes foram expulsos, infantilmente, desfalcando o time na última rodada. O técnico Carlos Alberto, por conta dos problemas, aproveitou para adiantar que a escalação do time só vai sair momentos antes do jogo contra a Santista, já livre do rebaixamento e sem chances de classificação. A diretoria garante que não medirá esforços para livrar o time da ameaça do rebaixamento, o que jamais aconteceu nos 51 anos que o clube disputa a primeira divisão paulista. A preocupação seria evitar combinações de resultados, mesmo porque o time vai depender deles para escapar do humilhante descenso.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.