John Sibley/Reuters
John Sibley/Reuters

Guardiola diz que liberará Hart se ele quiser deixar o Manchester City

Técnico espanhol quer trabalhar "apenas com jogadores que querem ficar"

Agência Estado, Estadão Conteúdo

19 de agosto de 2016 | 10h57

O goleiro Joe Hart definitivamente não está com muito prestígio com Pep Guardiola. Depois de deixar o jogador da seleção inglesa no banco de reservas na estreia do Manchester City no Campeonato Inglês e aumentar os rumores sobre uma possível saída, o próprio técnico espanhol admitiu: Hart pode deixar o clube no momento que quiser.

Perguntado sobre uma possível negociação do goleiro, que teria ficado insatisfeito com a perda da titularidade, Guardiola admitiu: "Sim, claro (que ele pode sair). Eu quero a felicidade dos meus jogadores. Eu não quero que os jogadores fiquem aqui se eles não querem ficar".

Guardiola tem por característica trabalhar apenas com os jogadores em quem confia e não se importa em preterir medalhões. Tem sido o caso com Hart, titular da seleção inglesa e dono da posição do City nos últimos anos, mas que ao menos neste início de trajetória do treinador espanhol, perdeu a vaga para o contestado Willy Caballero.

Os rumores na imprensa europeia dão conta de que o City estaria negociando para tirar Claudio Bravo, do Barcelona. Mas Hart não seria o único potencial negociável do elenco inglês. Guardiola já foi o responsável por liberar Yaya Touré do Barcelona durante sua passagem pelo time catalão, em 2010, e pode repetir isso agora na equipe de Manchester. O meia Nasri também estaria fora dos planos do treinador.

E sobre estes outros nomes, Guardiola manteve sua posição. "Sem falar apenas no Joe (Hart), comentando sobre todos os jogadores do elenco, eu quero viver e trabalhar com jogadores que querem ficar no City", avisou.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.