Guardiola promete espetáculo na estreia do Barcelona

Expectativa é que o supertime espanhol atropele o modesto Al-Sadd, do Catar, hoje, em Yokohama

O Estado de S.Paulo

15 de dezembro de 2011 | 03h06

Hoje é dia de ver o Barcelona dar show. Mais um.

Pelo menos foi o que prometeu o técnico Pep Guardiola. "Queremos que o público no Japão curta o espetáculo que o Barça apresentará", disse o treinador em entrevista à Fifa antes da estreia do time catalão no Mundial hoje, às 8h30 (horário de Brasília), contra o Al-Sadd, do Catar, em Yokohama.

Embalado pela vitória por 3 a 1 sobre o arquirrival Real Madrid no último sábado, a expectativa é que o Barça atropele o Al-Sadd. O próprio adversário admite que é praticamente impossível frear a ótima fase dos comandados de Guardiola. O técnico Jorge Fossati é até irônico ao falar sobre as suas chances no jogo de hoje. "Eu tenho um plano. Se eles concordarem com o pedido de que o Al-Sadd atue com 15 ou 16 jogadores, acho que teremos alguma chance", brincou.

A única coisa que pode salvar o campeão asiático de uma goleada hoje é uma possível falta de motivação dos jogadores do Barça. Não à toa, Guardiola vem insistindo a cada entrevista que o time não pode perder o foco. "Meu trabalho é fazer com que os jogadores tenham em mente a importância da competição", disse. "Viemos nos divertir, mas sem nos esquecer de nossa vontade de ganhar, é claro".

Em busca do bi. Essa é a terceira vez que Guardiola disputa o Mundial pelo Barcelona. Em 1992, ainda como jogador, perdeu para o São Paulo. Em 2009, já no comando da equipe, foi campeão após bater o Estudiantes em um jogo dramático, decidido apenas na prorrogação.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.