Guga queria voltar. Limitações o impediram

Nem sempre o corpo obedece a mente. O tenista Gustavo Kuerten chegou a essa conclusão recentemente. Há pouco mais de uma semana, na primeira etapa de sua turnê de despedida, durante o Brasil Open, realizado na Costa do Sauípe, Guga fez uma sincera declaração: "Não é que eu não queira mais jogar...Mas é que não consigo." Demorou um bom tempo para o tenista reconhecer suas limitações. Desde os 24 anos (hoje tem 31, como o Fenômeno), Guga vem tentando superar os problemas do quadril. Fez duas cirurgias, fisioterapia, recorreu aos préstimos de Nilton Petrone - que trabalhou com Ronaldo - e dizem até que fez uma cirurgia espiritual. Ainda no Sauípe, Guga acompanhou pela televisão o drama de Ronaldo. No dia seguinte à contusão do atacante, o tenista conversou sobre o assunto. Apesar de otimista, não deixou de enfatizar que o caminho de volta é repleto de obstáculos.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.