Guinness World Records (GWR)
Guinness World Records (GWR)

Gui Khury, jovem promessa do skate, é destaque com três recordes do livro Guinness

Paranaense de apenas 13 anos é considerado a maior promessa do skate masculino brasileiro

Redação, O Estado de S.Paulo

30 de dezembro de 2021 | 20h00

O skatista Gui Khury, de apenas 13 anos, é uma das estrelas do livro do Guinness World Records 2022 na seção de jovens recordistas. O brasileiro conquistou três marcas: o atleta mais jovem do X-Games, o primeiro skatista a realizar a manobra 1080, no vertical, e o mais recente, por ser o medalhista de ouro mais jovem dos X-Games (masculino). Os recordes foram alcançados em sequência, um a cada ano.

Para homenagear Gui Khury, o Guinness World Records enviou ao skatista brasileiro o certificado do recorde. “Estou muito feliz com esses três recordes, foram momentos muito especiais na minha vida e ainda quero conseguir fazer muito mais. Muito obrigado ao Guinnness World Records pelo reconhecimento”, disse.

As habilidades de Gui lhe renderam também o prêmio do Skate Vert Best Trick aos 12 anos e 210 dias, nos X Games 2021, que aconteceu em Vista, Califórnia, EUA, em 16 de julho de 2021. A jornada do Gui no skate começou ainda muito jovem. Seu pai, Ricardo Khury, o encorajava a praticar e procurava os skateparks locais para ajudá-lo a melhorar. Foi nesse momento que o garoto se apaixonou pelo esporte.

No ano de 2019, o garoto foi convidado para participar dos X Games em Minnesota. Com 10 anos e 225 dias, se tornou recordista oficial do Guinness World Records por ser o atleta mais jovem do X Games.

Os pais de Gui Khury construíram o centro de treinamento chamado Greenbox, em Campo Largo, Paraná. Com apenas 5 anos de idade, ele já impressionava mostrando habilidade e coragem para encarar manobras de “gente grande”, fazendo altos aéreos e giros nas mega rampas de quase 30 metros de altura. Hoje, o menino prodígio é considerado a maior promessa para o futuro do skate masculino.

Tudo o que sabemos sobre:
skateGuinness Livro de Recordes

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.