Jonne Roriz/AE
Jonne Roriz/AE

Guilheiro decepciona, cai nas quartas e dá adeus ao ouro

Favorito ao primeiro lugar, brasileiro não se sai bem contra Travis Stevens e terá que disputar a repescagem

AE, Agência Estado

31 de julho de 2012 | 08h55

LONDRES - Maior esperança de medalhas para o judô brasileiro masculino em Londres, Leandro Guilheiro está eliminado da disputa pela medalha de ouro na categoria até 81kg. Nesta terça-feira, o líder mundial do peso meio-médio perdeu para o norte-americano Travis Stevens, nas quartas de final, e vai ter que se contentar em brigar pelo bronze.

Melhor do mundo na sua categoria, Guilheiro tem dificuldades em conseguir grandes resultados nas principais competições. Ele foi medalhista de bronze nos Jogos de Atenas/2004 e Pequim/2008, vice-campeão mundial em Tóquio/2010 e terceiro colocado no Mundial de Paris, no ano passado.

Nesta terça-feira, o brasileiro estreou vencendo o letão Konstantins Ovchinnikovs por dupla penalidade ao rival, o que resultou em um yuko para Guilheiro. Depois, na segunda luta, vitória o marroquino Safouane Attaf, por ippon - até então nenhum brasileiro havia vencido em Londres por ippon que não fosse de finalização.

Nas quartas de final, Guilheiro encarou Travis Stevens, um velho conhecido do judô brasileiro. O norte-americano venceu Flávio Canto no Pan do Rio/2007 e foi uma das vítimas na campanha do bronze olímpico de Tiago Camilo em Pequim/2008.

E Stevens foi melhor que Guilheiro no confronto desta terça-feira, impedindo que o brasileiro impusesse o seu estilo. Ele chegou à vitória graças a um wazari no terceiro minuto do confronto. Depois, cadenciou a luta até o fim do tempo regulamentar.

Guilheiro segue vivo na briga por um bronze, que seria o seu terceiro seguido. Ele agora aguarda as outras lutas de quartas de final para conhecer o seu adversário na repescagem. Se avançar, luta contra o derrotado na semifinal da chave oposta à que esteve.

 

Tudo o que sabemos sobre:
OlimpíadajudôLeandro Guilheiro

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.