Guilherme treina e planeja estrear contra o Santos

Volante deve ser apresentado amanhã e depende da liberação de sua documentação para estrear domingo

O Estado de S.Paulo

16 de agosto de 2012 | 03h08

O volante Guilherme foi a grande novidade no treino do Corinthians ontem, no Centro de Treinamento do Parque Ecológico. Um dia após escolher o clube para jogar pelos próximos cinco anos (estava na mira do rival Palmeiras), o jogador revelado pela Portuguesa já se ambientava com os novos companheiros.

Ainda com pendências burocráticas na CBF, ele deve ser apresentado apenas amanhã e ficar à disposição do técnico Tite para poder estrear diante do Santos, domingo, no clássico da Vila Belmiro.

Bem que poderia estar em campo hoje. Contratado para ser um reserva à altura de Paulinho, ele seria a escolha natural de Tite para superar a ausência do titular, que forçou o terceiro amarelo já que está na Suécia, onde ontem participou da vitória da seleção brasileira por 3 a 0.

Sonho antigo da direção corintiana, principalmente do técnico Tite, que indicou sua contratação ainda no fim de 2011, Guilherme seria titular hoje na vaga de William Arão, o escolhido para formar a dupla com Ralf.

"O Guilherme está definindo agora à tarde (ontem) algumas pendências, como a assinatura do contrato. Mas é um grande reforço e conversamos bastante sobre ele, até trouxe o Candinho (gerente de futebol da Lusa) aqui no CT, depois a Lusa voltou atrás. Esteve perto do Palmeiras e agora acertou com a gente", afirmou Tite, satisfeito com a chegada. "Estávamos de olho há bastante tempo porque é um jogador versátil, que pode jogar na segunda (posição do meio) e eventualmente na primeira. E pode trazer qualidade à equipe", enfatizou o comandante.

Quando estiver à disposição, Guilherme ajudará o Corinthians a implantar um esquema parecido com o da seleção apresentado ontem: o losango do meio campo.

Fortaleceria a marcação e, ao mesmo tempo, daria saídas com volantes pelas duas beiradas do campo, ele na direita e Paulinho na esquerda.

"Sua versatilidade vai abrir a possibilidade de um sistema novo, como o Edenílson nos dá. E em vários momentos vamos precisar de jogadores de marcação", disse Tite. O esquema citado já deu certo com Elias e Jucilei à frente de Ralf ano passado.

O torcedor, apesar da ansiedade de Guilherme de estar logo em condições, deve esperar um pouco mais para vê-lo. Seu último jogo foi justamente diante do Corinthians, há cinco rodadas e ele precisa de treinos. /F.H.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.