Jonne Roriz/AE
Jonne Roriz/AE

Gustavo Borges aposta em recorde de pódios da natação

Para ex-atleta, País vai superar número de conquistas em Atlanta, há 16 anos

Agência Estado

24 de julho de 2012 | 11h09

SÃO PAULO - A comparação entre a atual geração da natação brasileira, de Cesar Cielo e Bruno Fratus, com a de Gustavo Borges e Fernando Scherer é inevitável. E, na opinião de Borges, o novo grupo brasileiro tem tudo para, em Londres, superar o número de medalhas conquistadas pelo País nas piscinas de Atlanta, há 16 anos.

"Pode-se dizer que o grupo que já está na Inglaterra treinando no Crystal Palace é um dos mais preparados da história da natação brasileira. A explicação para isso é simples: os índices para carimbar o passaporte foram fortes e o Brasil conta com uma equipe que mescla experiência e juventude", avalia Gustavo Borges.

Quando ele estava no auge, conquistou a prata nos 100 e o bronze nos 200 metros livre em Atlanta. Naquela mesma edição, Xuxa faturou o bronze nos 50 metros livre. Borges acredita que tal desempenho vai ser superado pela turma que tem Cielo,Fratus, Felipe França e Thiago Pereira, apostando em duas medalhas para Cielo, uma para cada um dos outros e outra no revezamento 4x100m medley.

Gustavo Borges lembra, porém, que os adversários têm tudo para atrapalhar a vida dos brasileiros em Londres. "Acompanhei as seletivas americanas e o time vem forte, como sempre. Michael Phelps está pronto para mais uma Olimpíada, assim como o Lochte. Destaque também para o Tyler Clary, que ficou em segundo nos 200 borboleta e também nos 200 costas", destacou Borges.

Tudo o que sabemos sobre:
Natação Olimpíadas 2012

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.