Gustavo Borges volta a brilhar no Rio

Após conquistar o índice na prova de 200m, estilo livre, para o Mundial de Fukuoka, no Japão, Gustavo Borges voltou a brilhar e fez o melhor tempo (22s84) na eliminatória dos 50m, livre, hoje à tarde, durante o terceiro dia de disputa do Troféu Brasil, no Parque Aquático Júlio de Lamare, no Complexo Maracanã. A marca é inferior ao índice para o Mundial (22s88), mas Edvaldo Valério, do Vasco, e Nicholas dos Santos, do Flamengo, já fizeram 22s69 e 22s82, respectivamente e, por enquanto, são os dois classificados. Por ter feito o tempo de 22s69, na prova de revezamento 4x50m, livre, Edvaldo Valério optou por não participar da eliminatória dos 50m, livre. Pelo regulamento da competição, se nadasse a prova, ele seria obrigado a igualar ou melhorar seu tempo. "Tomei a decisão certa. Agora, vou torcer para o Carlos Jaime e o Gustavo (ambos do Vasco)", disse Valério. Pela manhã, Luiz Lima, do Vasco, foi superado por Rodrigo Castro, do Minas Tênis, e perdeu uma hegemonia de oito anos na prova de 400m, livre. A vascaína Fabíola Molina estabeleceu o novo recorde da competição, 1min03s76, para a prova de 100m nado costas. Milene Comini e Eduardo Fischer, ambos do Vasco, venceram as provas de 50m, peito, feminino e masculino, respectivamente. O Vasco continua como o líder da competição, com 1.685,50 pontos. Em segundo, o Flamengo, 1.203,50, seguido por Pinheiros, 740,50, Minas Tênis, 431,50 e Corinthians, 250. A expectativa de amanhã é para a final dos 50m, livre, e a definição dos dois nadadores que irão representar o Brasil em Fukuoka. Se nenhum atleta baixar o tempo de Edvaldo Valério e Nicholas Santos, ambos serão os classificados da prova.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.