Andrew Brownbill/AP
Andrew Brownbill/AP

Hamilton evita pessimismo e aponta melhora da McLaren

Inglês campeão mundial diz que, pelas dificuldades, não teve confiança para pisar fundo no treino livre

AE, Agência Estado

27 de março de 2009 | 11h12

MELBOURNE - O primeiro dia de treinos da Fórmula 1 em 2009 mostrou que o inglês Lewis Hamilton, atual campeão da categoria, terá muito trabalho pela frente para andar entre os líderes. O piloto da McLaren terminou a primeira sessão em 16.º, e a segunda em 18.º. Mesmo assim, preferiu não ser pessimista e elogiou o progresso obtido no acerto do carro.

Veja também:

linkWilliams domina treinos livres; Barrichello fica em 2.º

linkTurma de Ecclestone paga a conta e carros entram na pista

linkRosberg é o mais rápido no 1.º treino livre na Austrália

especialESPECIAL: Conheça os pilotos e equipes da F-1 2009

especialConfira o calendário (com horários) da temporada 2009

video TV ESTADÃO: O que esperar do começo da disputa?

especialESPECIAL: jogue o Desafio dos Pilotos

"O primeiro treino não foi produtivo para nós. Trabalhamos muito para que os pneus funcionassem bem, mas as condições da pista e o acerto do nosso carro não ajudaram. Então eu fiquei sem confiança para pisar fundo. Com as mudanças que fizemos no carro, ele melhorou muito no segundo treino. Estamos trabalhando para melhorar o acerto, e ainda temos que trabalhar em alguns problemas, mas estamos na direção certa", afirmou.

O companheiro de Hamilton, Heikki Kovalainen, considerou o primeiro dia de atividades razoável. Depois de ser quinto na primeira sessão e 17º na segunda, o finlandês gostou do que viu. "Os tempos não refletem isso, mas o acerto está bom, o Kers funcionou sem problemas e a equipe que trabalha no carro ficou feliz."

Mais conteúdo sobre:
Formula 1McLarenLewis Hamilton

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.