Hamilton festeja 2.º lugar e se diz confiante

Líder do campeonato e favorito ao título, Lewis Hamilton, que pode se tornar hoje o mais jovem piloto a conquistar o título da Fórmula 1, considerou bons os resultados do treino de ontem. "Estou muito feliz. Me sinto relaxado e confortável com o carro. Não me sinto pressionado, como dizem. Gostei do circuito e vi que tem muita gente torcendo por mim", disse o inglês, que mais uma vez se envolveu em lance polêmico: ele teria prejudicado Kimi Raikkonen no treino classificatório (leia mais ao lado). O finlandês preferiu não polemizar. "Não sei quanto tempo perdi. Queria sair em primeiro ou segundo, mas é uma boa posição para sair. Ainda estou confiante para a corrida e vamos ver o que podemos fazer", disse o piloto da Ferrari, que está em terceiro no campeonato. Hamilton voltou à pista depois de colocar seu último jogo de pneus justo no momento em que Raikkonen estava na sua volta lançada, a última tentativa do finlandês em estabelecer a pole position. "Para ser honesto, não tive intenção alguma de fazer algo contra o Kimi", afirmou o piloto inglês, que, na entrevista coletiva pediu desculpas ao adversário da Ferrari.O espanhol Fernando Alonso, também candidato ao título, praticamente jogou a toalha. Para se tornar tricampeão o espanhol esperava largar na primeira fila. ''''As minhas chances são as mesmas, 10, 15%, diz a matemática. Só posso ser campeão se meus adversários tiverem problemas."

Erica Akie Hideshima e Vítor Marques, O Estadao de S.Paulo

21 de outubro de 2007 | 00h00

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.