Hamilton ironiza Vettel e clima entre pilotos é tenso

Depois do alemão da Red Bull definir como 'estúpida' manobra do rival, inglês diz que falta maturidade ao bicampeão

LIVIO ORICCHIO, O Estado de S.Paulo

24 de julho de 2012 | 03h10

Sebastian Vettel, da Red Bull, e Lewis Hamilton, McLaren, vão se encontrar novamente quinta-feira, em Budapeste, sob clima tenso. O inglês respondeu, ontem, ao alemão, que definiu como "estúpida" a iniciativa de ultrapassá-lo no GP da Alemanha. Hamilton era retardatário, por ter feito um pit stop não previsto, em razão de um pneu furado, e Vettel lutava com Alonso, da Ferrari, pela liderança da prova. "A maturidade ainda está por vir. Isso mostra o quão maduro ele é", afirmou Hamilton. Domingo será disputado o GP da Hungria, 11.º do calendário.

A vitória de Alonso foi menos abordada que a manobra de Hamilton, na 34.ª volta em Hockenheim. Há quem defenda o inglês bem como os que dizem que não deveria interferir na disputa entre os líderes, já que ocupava, àquela altura, apenas a 17.ª colocação. O que incomodou, por exemplo, Christian Horner, diretor da Red Bull, foi o fato de Vettel perder cerca de um segundo depois, para ceder o segundo lugar para Jenson Button, companheiro de Hamilton, quando realizou a segunda parada nos boxes, na 41.ª volta.

"Não há nada nas regras que impeça um piloto retardatário de ultrapassar outro piloto na prova", comenta Horner, inocentando Hamilton. "Agora, é frustrante que a manobra de Lewis tenha custado um segundo a Sebastian. Na opinião de nosso piloto, Lewis afetou sua corrida e ajudou o companheiro."

Outra polêmica surgida na Alemanha foi a punição a Vettel por ter ultrapassado Button na penúltima volta, por fora, na curva 6, pela área de escape asfaltada, "Apenas tentei evitar um choque entre nós", explicou Vettel. A argumentação não foi aceita pelos comissários e com os 20 segundos de punição caiu de segundo para quinto.

Reunião. Representantes das equipes, pilotos e FIA reuniram-se ontem, em Londres, para nova rodada de negociações sobre como deve ser o regulamento técnico. A principal discussão foi o sistema de regulagem do motor Renault da Red Bull. Segundo o delegado técnico da FIA, Joe Bauer, a solução utilizada melhora a tração do carro e auxilia na resposta aerodinâmica, desdobramentos proibidos. As demais escuderias deverão exigir que a Red Bull mude o seu sistema.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.