Hamilton mais perto da taça

Como em 1983 e 1986, a temporada que termina hoje tem três pilotos com chances de conquistar o título. Em 16 etapas disputadas, Lewis Hamilton, da McLaren, somou 107 pontos, Fernando Alonso, seu companheiro, 103, e Kimi Raikkonen, da Ferrari, 100. Hamilton venceu 4 vezes, Alonso 4 e Raikkonen 5. O número de vitórias é o primeiro critério de desempate. Hamilton tem a situação mais favorável. Fica com o título se vencer ou chegar em 2.º, independentemente dos demais. Se for 3.º, 4.º ou 5.º, Alonso não pode vencer. Hamilton pode terminar em 6.º ou 7.º, desde que Raikkonen não seja 1.º e Alonso seja, no máximo, o 3.º. Hamilton ainda é campeão em 8.º se Alonso for, no máximo, 4.º e Kimi o 2.º. Se o inglês não pontuar, fica com o título se Alonso for, no máximo, 5.º e Kimi 3.º. Alonso será campeão se vencer e Hamilton receber a bandeirada, no máximo, em 3.º. Alonso pode ser 2.º, desde que Hamilton seja, no máximo, 6.º. Se for 3.º, Hamilton deve ser, no máximo, 8.º e Raikkonen não pode vencer. Um 4.º lugar dá o Mundial a Alonso se Hamilton não ficar entre os 8 primeiros e Raikkonen for, no máximo, o 3.º. Raikkonen só será campeão se vencer ou for 2.º. E ainda depende dos outros. Se ganhar, Hamilton tem de ser, no máximo, 6.º e Alonso não pode ser o 2.º. Pode chegar em 2.º, desde que Hamilton se classifique, no máximo, em 8.º e Alonso, em 4.º.

O Estadao de S.Paulo

21 de outubro de 2007 | 00h00

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.