Hamilton redescobre o prazer de ser pole

Atual campeão do mundo, inglês larga na frente pela primeira vez na temporada. Barrichello é o terceiro no grid

Livio Oricchio, VALÊNCIA, O Estadao de S.Paulo

23 de agosto de 2009 | 00h00

Pela primeira vez na temporada o campeão do mundo, Lewis Hamilton, da McLaren, vai largar na pole position. Ontem, no treino, que definiu o grid do GP da Europa, em Valência, Espanha, Hamilton e seu companheiro de equipe, Heikki Kovalainen, foram os mais velozes, confirmando a evolução demonstrada pela McLaren na corrida da Hungria, vencida por Hamilton. "É uma pena que perdermos a chance de lutar pelo título. O que nos resta é isso, brigar pelas vitórias??, disse o inglês.Em 2008, Hamilton obteve cinco poles. Agora, precisou esperar chegar a 11.ª etapa do campeonato para ser primeiro no grid. "Estávamos perdidos no começo do ano. Trabalhamos muito para entender os problemas do carro, acertamos e será assim até o fim da temporada.?? Sua previsão para a prova, no entanto, é modesta: "Levar os dois carros ao pódio??.Hamilton não falou em vitória. Talvez por estar com sua McLaren com um pouco menos de gasolina que a Brawn GP de Rubens Barrichello, terceiro ontem na classificação. Com 19 pontos, o inglês é o 8.º no Mundial. Na prática não há como pensar em bater o líder, Jenson Button, da Brawn GP, com 70 pontos, quinto no grid. Rubinho ficou contente com o seu trabalho, mas principalmente na segunda parte do treino, o chamado Q2, onde 15 pilotos tem combustível apenas para as voltas lançadas. "Ser o mais rápido no Q2 é ser o mais rápido da Fórmula 1 hoje.??O objetivo de Rubinho é voltar a entrar na luta pelo título, disse. Ocupa a quarta colocação no campeonato, com 44 pontos. Ele é o único representante brasileiro na F-1, hoje, com a ausência de Felipe Massa, da Ferrari, em recuperação do acidente em Budapeste, e a dispensa de Nelsinho Piquet, da Renault.A dupla da Red Bull não foi tão bem ontem. Sebastian Vettel, terceiro no Mundial com 47 pontos, conseguiu o quarto tempo, e seu parceiro, Mark Webber, vice-líder com 51,5 pontos, não foi além da nona colocação. O substituto de Felipe Massa, o italiano Luca Badoer, ficou em último no grid, com 1min41s413, enquanto Hamilton registrou 1min39s498. Ou seja, Badoer foi quase dois segundos (1s915) mais lento. Não há registro de a Ferrari ter largado em último na sua história, por causa de desempenho do piloto. A largada, hoje, será às 9 horas, com TV Globo.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.