Handebol: Brasil fará mais dois amistosos antes do Mundial

Seleção masculina estreia no próximo dia 17 contra a Dinamarca na competição disputada na Croácia

EFE,

14 de janeiro de 2009 | 14h38

A seleção brasileira de handebol masculino programou mais dois amistosos antes da estreia no Mundial da Croácia, no próximo sábado. A equipe treinada por Washington Nunes, que nesta terça-feira empatou em 27 a 27 com os croatas do Porec, enfrentará nesta quarta o Umag. Já na sexta-feira, será a vez de enfrentar novamente o Porec.Os dirigentes brasileiros tentaram marcar uma partida contra Cuba, que não respondeu ao convite. Nunes afirmou, no entanto, que adversários como o de terça vão permitir uma boa avaliação de sua equipe."O Porec conta com nomes da seleção croata e disputa uma Liga Europeia, o que já o credencia como uma das melhores equipes do mundo", disse.O técnico admitiu não conhecer muito sobre o Umag, mas ressaltou a importância da partida. "Como este amistoso foi marcado na última hora, é claro que nada sabemos do adversário, ao contrário do Porec, que ainda no Brasil, conseguimos algumas informações", assinalou."Mas, de qualquer maneira, trata-se de um confronto que nos possibilitará, a exemplo de terça, testar várias formações táticas e colocar todos os atletas em jogo", completou.Já o assistente-técnico Walter Holanda Júnior afirmou que os brasileiros só devem chegar ao seu melhor rendimento no final da primeira fase do Mundial."Em função das ausências de alguns titulares, estes que entraram foram pegos de surpresa, nem imaginavam que estariam aqui para a disputa do Mundial. Assim, é claro que eles não estão no mesmo momento dos demais, e espero que atinjam o ritmo ideal com o decorrer dos jogos", declarou.Holanda lamentou a ausência de adversários mais fortes nos momentos finais de preparação à competição. "Se, pelo menos, tivéssemos encontrado uma chave de progressão de dificuldades, enfrentando os principais adversários nos últimos jogos, tudo poderia ser mais fácil".O Brasil está no Grupo D do Mundial, ao lado de Dinamarca, Sérvia, Noruega, Egito e Arábia Saudita. A equipe vai estrear no dia 17 contra os dinamarqueses, que foram bronze no último Mundial e terminaram em sétimo nos Jogos Olímpicos de Pequim.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.