Handebol brasileiro anuncia saída de treinadores espanhóis

Após três anos no comando, Jordi Ribera e Juan Oliver deixam o Brasil; substitutos não estão definidos

Redação,

27 de outubro de 2008 | 12h52

Os espanhóis Jordi Ribera (masculino) e Juan Oliver (feminino) não ocuparão mais os cargos de técnico da seleção brasileira de handebol. O saída dos treinadores foi confirmada pelo presidente da Confederação Brasileira de Handebol (CBHB), Manoel Luiz Oliveira. "Foi apenas o final de um ciclo", afirma Luiz Oliveira. "Nestes últimos anos, apesar dos resultados de Pequim, onde de fato esperávamos por uma classificação melhor das duas equipes, houve, sim, uma evolução do handebol brasileiro." O handebol do Brasil foi eliminado na primeira fase dos Jogos de Pequim. Jordi Ribera assumiu o comando da seleção masculina em setembro de 2005. Juan Oliver estava no cargo de técnico das mulheres desde maio do mesmo ano. O presidente da CBHB não quis dar prazo para a escolha dos novos treinadores. "Temos de evoluir sempre, e já estamos dialogando com outros profissionais do primeiro mundo do handebol para que assumam nossas equipes", afirma.

Tudo o que sabemos sobre:
HandebolJordi RiberaJuan Oliver

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.