Handebol masculino da Coréia do Sul também vai a Pequim

Partida contra o Japão, repetida por determinação da IHF, teve nova confusão e vitória sul-coreana

EFE

30 de janeiro de 2008 | 11h50

A seleção masculina de handebol da Coréia do Sul seguiu o exemplo da feminina e garantiu presença no torneio dos Jogos Olímpicos de Pequim ao superar o Japão por 28 a 25, em partida disputada no Yoyogi National Stadium de Tóquio. Assim como na disputa de ontem entre as equipes japonesa e sul-coreana femininas, a partida foi uma repetição do Pré-olímpico asiático. A disputa foi repetida a pedido da Federação Internacional de Handebol (IHF), que ordenou a anulação das disputas masculina e feminina ante os protestos dos sul-coreanos. A IHF determinou a repetição tanto do torneio masculino quanto do feminino, disputados em setembro de 2007, depois que Coréia do Sul e Japão denunciaram um esquema de favorecimento para Kuwait e Cazaquistão - que ficou com a vaga no feminino. As autoridades da Coréia do Sul apresentaram um protesto formal pela péssima atuação da dupla de árbitros jordanianos escalada de última hora para a partida entre a equipe e o Kuwait, em 1º de setembro. A partida acabou surpreendentemente vencida pelo adversário por 28 a 20, classificando os kuwaitianos a Pequim. Inicialmente era prevista a presença dos alemães Lemme e Ullrich, mas ambos foram substituídos horas antes do início da partida pelos jordanianos. O russo Alexander Kozhukov, delegado da IHF, repreendeu os árbitros publicamente mais de uma vez. A federação determinou que o Pré-olímpico fosse disputado novamente até o fim de janeiro na Romênia. Porém, os kuwaitianos se recusaram a voltar à quadra. O país contou com a influência do príncipe Sheikh Ahmed Al-Fahad Al-Sabah, membro da Federação Asiática de handebol e do Conselho Olímpico da Ásia. Ele queria manter a vaga conquistada no torneio masculino. Al-Sabah não só se recusou a aceitar a nova disputa, mas também ameaçou punir os países que participassem da competição. Com isso, Kuwaite, Emirados Árabes, Qatar e Cazaquistão na decisão de não participar do Pré-olímpico novamente. Com isso, apenas Coréia do Sul e Japão repetiriam as partidas no masculino e no feminino, com partida entre as duas seleções nas duas disputas. Na terça, a seleção feminina sul-coreana superou a japonesa por 34 a 21 e também se garantiu em Pequim.

Tudo o que sabemos sobre:
handebol masculinoPequim 2008

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.