Hélio Grace, lenda do jiu-jítsu, morre aos 95 anos

O jiu-jítsu mundial perdeu nesta quinta-feira uma de suas maiores referências. Hélio Gracie, patriarca da mais famosa família de lutadores brasileiros, morreu aos 95 anos, na cidade de Itaipava, região serrana do Rio. Ele sofria de leucemia e foi internado na quarta-feira.Nascido em Belém, no Pará, Hélio é considerado - ao lado irmão Carlos - o criador do jiu-jítsu moderno. Sua importância para o esporte é tão grande que, no exterior, a modalidade ganhou os nomes de Gracie jiu-jítsu e Brazilian jiu-jítsu.Hélio era o mestre com maior graduação em jiu-jítsu no mundo, e também dominava o judô, arte marcial em que chegou ao sexto Dan da faixa preta. Com base em seus ensinamentos, os Gracie tornaram-se referência mundial na prática do esporte. Atualmente, há academias da família na América do Sul, nos Estados Unidos e na Europa. Pai de sete filhos e duas filhas, Hélio era um incentivador da prática esportiva, mas mostrava-se decepcionado com os rumos das artes marciais em suas últimas entrevistas. Entre os filhos que seguiram o caminho do jiu-jítsu, os de maior destaque foram Royce, campeão de três edições do Ultimate Fighting Championship, e Rickson, bicampeão do Vale Tudo Japan.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.