Michelle Mondini
Michelle Mondini

Henrique Avancini busca seu 18º título do Campeonato Brasileiro de mountain bike em Mairiporã

MTB Festival acontece a partir deste sábado e promete disputa intensa entre experientes e jovens destaques do ciclismo nacional

Marcos Antomil, especial para o Estadão

28 de outubro de 2021 | 20h00

A partir deste sábado, Mairiporã, cidade na região metropolitana de São Paulo, recebe mais uma edição do Campeonato Brasileiro de mountain bike, o MTB Festival. A competição contará com a participação de Henrique Avancini, ciclista multicampeão e melhor brasileiro na modalidade. Com 17 títulos nacionais no currículo, o atleta quer mais um troféu.

O MTB Festival terá quatro dias de duração, se estendendo pelo fim de semana até o feriado do Dia de Finados. Empolgado, Henrique Avancini defenderá os títulos de Short Track (XCC) e Cross Country Olímpico (XCO) e espera repetir o desempenho apresentado em disputa na cidade de Araxá no início de outubro.

"O Campeonato Brasileiro sempre tem um peso especial, é uma prova onde o título é disputado em uma única competição. E esse título vale não só esse emblema de campeão brasileiro, mas também sempre tem um grande peso pelo direito de conceder ao vencedor o uso da camisa de campeão brasileiro, que estampa a bandeira da nossa nação no peito. Para mim isso sempre traz um aditivo de motivação, porque pesa bastante no destaque dos grandes eventos internacionais. É algo que eu me orgulho bastante de ser o maior representante da nação nesses grandes eventos mundiais", explicou o ciclista olímpico.

766E3C01-53A8-483E-9B06-CCE0C7108013
Vencer mais um Campeonato Brasileiro nunca é demais
E0EAB005-9061-4B3D-86B9-AEB61693E313
Henrique Avancini, ciclista brasileiro

Nos Jogos de Tóquio, Avancini terminou a prova do cross country na 13ª posição, depois de liderar parte dela e despertar brasileiros na mudrugada com a expectativa de uma medalha. Foi o melhor resultado do País na modalidade. No MTB Festival, Avancini defende as cores da equipe que leva seu nome em parceria com a Caloi. Junto com ele, competem Edson Rezende, Guilherme Muller, Ulan Galinski e Marcela Lima, atual campeã brasileira sub-23. A mineira valoriza a competição e espera conquistar mais um troféu na defesa do título.

"O Campeonato Brasileiro é uma das provas mais importantes do ano, e o fato de estar com a camisa com o símbolo do Brasil no peito é algo que eu considero muito importante por representar nossa nação, então esse ano eu vou pra conquistar de novo a camisa e manter mais um ano o símbolo no peito", contou Marcela Lima.

Outro destaque da equipe é Ulan Galinski, que faz sua estreia na elite do MTB Festival. 14º colocado no Mundial sub-23 no cross country olímpico, O baiano é uma das revelações do mountain bike brasileiro e está de olho no lugar mais alto do pódio.

"Tenho boas expectativas. Venho sendo bastante consistente durante a temporada, conseguindo estar sempre presente nas três primeiras colocações das competições e tendo algumas vitórias importantes, e isso me dá confiança de brigar pelas medalhas. Sonho em ser campeão brasileiro e acredito que isso em algum momento irá acontecer, não sei quando, o que sei é que tenho uma grande oportunidade pela frente”, contou Galinski.

Neste ano, o circuito em Mairiporã sofrerá algumas modificações em relação às edições anteriores. O circuito do cross country terá 4810 metros de extensão e 178 metros de altimetria por volta, enquanto a pista na categoria short track terá 1952 metros e 53 metros de altimetria.

Com a melhora nos índices da pandemia do novo coronavírus, a organização do MTB Festival liberou a presença de público. O evento também poderá ser acompanhado ao vivo pela Red Bull TV, que transmitirá o evento no domingo, a partir das 14h, e terça, dia 2 de novembro, a partir das 11h.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.