Felipe Almeida
Felipe Almeida

Equipe de Avancini aposta em novos talentos e foca em desenvolver o mountain bike feminino em 2022

Dos cinco atletas que compõem a Henrique Avancini Racing nesta temporada, três são novatos, incluindo duas jovens de 19 anos. Ciclistas terão contato direto com profissionais em casa montada próximo de estrutura para treinos na serra fluminense

Rodrigo Sampaio, O Estado de S.Paulo

07 de fevereiro de 2022 | 15h00

A equipe do ciclista brasileiro Henrique Avancini anunciou nesta segunda-feira, dia 7, uma série de novidades para a temporada de 2022. As boas novas contam com a inclusão de cinco novos atletas para o time, cada de um Estado diferente, além de uma estrutura criada exclusivamente para desenvolver o mountain bike feminino brasileiro.

Desde 2020, a Caloi/Henrique Avancini Racing possui uma estrutura de alta performance em Petrópolis, na região serrana do Rio de Janeiro. No último ano, o local ganhou uma casa para abrigar e hospedar ciclistas. Catorze profissionais estão disponíveis aos atletas no local, incluindo treinador, fisioterapeuta, nutricionista, psicólogo e mecânicos. 

Natural de Curitiba, Luiza Souza, de 19 anos, é a caçula do projeto e vai disputar as provas na categoria sub-23. Apesar da pouca idade, a jovem ciclista acumula os títulos no CIMTB 2021, XCO 2021 Goiânia e do Ranking Brasileiro de Estrada 2019 na categoria Júnior. A paranaense comemorou a oportunidade e almeja a possibilidade de competir em alto nível neste ano. 

"Espero poder aproveitar ao máximo essa chance de aprender com os melhores. Agora é trabalhar para fazer uma temporada consistente, tentando alcançar uma boa performance e poder iniciar uma disputa mais acirrada com a categoria Elite Feminina”, disse Luiza. 

Outro talento pinçado pela equipe de Henrique Avancini é a paulistana Sabrina Oliveira, também de 19 anos. Assim como Luiza, a jovem também irá competir na categoria sub-23 e tem como cartão de visita os troféus do CIMTB Taubaté 2021 (Sub-23), CIMTB de Araxá e Petrópolis 2019 (Júnior) e Brasileiro de XCO 2017 (Juvenil). 

“Chegar ao time Caloi/Henrique Avancini Racing é uma grande oportunidade de evoluir como pessoa e como atleta, e deixar, futuramente e com muita dedicação, uma marca brasileira no ciclismo XCO feminino. Meu grande objetivo é adquirir o máximo de experiência e resistência, e bater guidão com as melhores do Brasil.”

Ex-líder do ranking mundial da categoria Cross Country, Henrique Avancini comentou sobre o maior investimento no ciclismo feminino e explicou como pretende alavancar a modalidade no Brasil.

"Começamos um programa feminino mais aprofundado, mais dedicado, com um estudo mais minucioso do que podemos fazer para desenvolver mulheres e, foi com esse objetivo que trouxemos a Luiza e a Sabrina, junto com uma nova função de staff para se dedicarem a essas meninas", falou o ciclista. "O objetivo é desenvolver um programa feminino dentro do nosso projeto que possa realmente trazer um crescimento para categoria feminina. Traçamos um plano e estou bastante empolgado para ver quais resultados teremos a médio prazo”, explica Avancini. 

A nova formação conta ainda com o novato Cainã Oliveira, de 20 anos, e os experientes, o mineiro Edson Rezende e o baiano Ulan Galinski, remanescentes do time. Para Avancini, além do desenvolvimento pessoal, o projeto está determinado em formar atletas que possam ter a possibilidade de serem campeões pelo Brasil. 

"Nós mantivemos o Ulan Galinski e o Edson Rezende, que são os atletas que acredito que já tenham absorvido nosso método muito bem, então com esses dois é mais uma questão de desenvolvimento do que de formação. Nós acreditamos que os dois têm muito potencial, são atletas com potencial olímpico, então é isso que vamos buscar nas próximas temporadas com eles.“

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.