Heroica, Sérvia bate os checos e faz sua 1ª final da história

A Sérvia não havia vencido um único confronto do Grupo Mundial da Copa Davis até março, mas está na final da competição. A equipe de Novak Djokovic, número 2 do mundo, e Janko Tipsarevic (37º) virou o duelo com a República Checa. Fará a decisão da Davis com a França, que humilhou a Argentina por 5 a 0.

, O Estado de S.Paulo

20 de setembro de 2010 | 00h00

Djokovic, ainda desgastado depois de uma campanha maravilhosa no US Open - perdeu a final para Rafael Nadal -, não atuou no primeiro dia de confrontos. No sábado, ao lado de Nenad Zimonjic, perdeu o jogo de duplas. Mas se recuperou ontem com fantástica vitória sobre o 7º melhor tenista do mundo, Tomas Berdych - 4/6, 6/3, 6/2 e 6/4.

Passou toda a responsabilidade para o guerreiro Tipsarevic, que não se intimidou e trucidou Radek Stepanek (35º) - 6/0, 7/6 (8/6) e 6/4. "Foi um final de contos de fadas para nós", disse o emocionado sérvio, após o 3 a 2. "Temos de agradecer ao público de Belgrado que nos incentivou a renascer das cinzas."

Os argentinos não tiveram a mínima chance diante de uma França inspirada, principalmente com Michael Llodra e Gael Monfils. Os dois bateram Juan Mônaco e David Nalbandian, respectivamente, no primeiro dia. Llodra ainda comandou a vitória no confronto de duplas e ontem, mesmo para cumprir tabela, os franceses não deram chance aos argentinos. Nalbandian voltou para a Argentina antes do fim do duelo, chateado com o capitão Tito Vasquez, que não o escalou como jogador número 1 do time.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.