Hipismo: CBH arquiva caso polêmico

O Tribunal de Justiça Desportiva (TJD) da Confederação Brasileira de Hipismo (CBH) julgou e decidiu arquivar, na noite desta quinta-feira, na sede da entidade, no Rio, o questionamento do cavaleiro Luiz Felipe de Azevedo (pai), que solicitava sua inscrição e de seu filho, Luiz Felipe de Azevedo, no Concurso Internacional de Aachen, na Alemanha, disputado entre os dias 12 e 17 de junho.Sobre a troca de ofensas entre Felipinho e Rodrigo Pessoa, alguns dias antes da competição, o resultado foi a suspensão para os dois cavaleiros, que acabaram sendo convertidas em advertência.O tribunal adiou para o dia 26 de julho o julgamento da norte-americana Keri Potter, mulher de Rodrigo (casaram dia 23). Em pauta, a avaliação se a amazona pode ou não competir pelo Brasil. Ela não tem naturalização brasileira, mas disputou provas individuais na Europa pelo País. Em Aachen, Rodrigo preferiu retirar a pré-inscrição da mulher, irritado com as críticas de Felipinho.

Agencia Estado,

28 de junho de 2001 | 23h15

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.