Hipismo: tribunal dá vaga olímpica ao Brasil

A equipe brasileira de saltos do hipismo estará nos Jogos Olímpicos de Atenas, em agosto. A decisão foi anunciada nesta quinta-feira pelo Tribunal Arbitral do Esporte, em Lausanne, Suíça, que foi favorável ao recurso da Confederação Brasileira.O presidente da entidade, Camilo Ashcar, reivindicava a vaga com base na colocação por equipe nos Jogos Pan-Americanos de São Domingos/2003, que classificou três equipes para a Olimpíada. O Brasil ficou com a medalha de bronze, mas a Argentina, quarta colocada, levou a vaga por causa do sistema de pontos implantado na competição dominicana.Ashcar apontou que o regulamento da Federação Eqüestre Internacional deveria ser aprovado em Assembléia Geral, numa reunião realizada em 2002, o que não aconteceu. A primeira providência da CBH foi entrar com um recurso na própria FEI, que indeferiu o processo. O caso foi levado para o Tribunal Arbitral do Esporte, que incluiu a equipe brasileira em Atenas. ?A Argentina não teve culpa de nada, e se a FEI errou terá de corrigir. O Tribunal não pode decidir se a Argentina será excluída da Olimpíada para o Brasil entrar, isso deve ser feito pela FEI e pelo Comitê Olímpico Internacional?, afirma o técnico Neco Pessoa, que acompanhou de perto o caso.?Essa decisão foi muito importante para o hipismo brasileiro, e a equipe ideal para mim teria Rodrigo (Pessoa), Doda (Álvaro Affonso de Miranda Neto), Bernardo Alves e Luciana Diniz. Venho acompanhando todos aqui na Europa.?

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.