Luis Ruas
Luis Ruas

Com hipismo, público está de volta aos torneios esportivos em São Paulo

Após sete meses de competições restritas aos atletas, evento que vai até domingo pode receber por dia até 2 mil pessoas na Sociedade Hípica Paulista

Redação, O Estado de S.Paulo

28 de outubro de 2020 | 18h00

O Concurso de Salto Internacional e Nacional marca, a partir desta quarta-feira, a volta do público ao hipismo e também aos eventos esportivos em São Paulo. Realizado até domingo na Sociedade Hípica Paulista, zona sul de São Paulo, o evento foi autorizado pela Prefeitura de São Paulo a partir do cumprimento de protocolos rígidos de prevenção à covid-19. O evento ocorre depois de sete meses com competições restritas aos atletas e tratadores. 

O primeiro cuidado do concurso foi a adoção de medidas para evitar as aglomerações. De acordo com a fase verde do Plano SP de enfrentamento da pandemia, os clubes esportivos, como é o caso da Sociedade Hípica Paulista, podem realizar eventos com até 60% de sua capacidade de público prevista no alvará de funcionamento. É a mesma regra em vigor para associações como Hebraica, Pinheiros e Paulistano, por exemplo. No caso da Hípica, ela poderia receber até três mil pessoas.

Por precaução, os organizadores do evento vão receber apenas duas mil pessoas por dia. Ao longo dia, a capacidade total esteve longe de ser alcançada. Até 18h desta quarta-feira, 610 pessoas compareceram ao evento, entre sócios e o público em geral. "Normalmente cerca de 10 mil pessoas circulam em nosso clube, mas limitamos para um público máximo de duas mil”, observou Romeu Loureiro Ferreira Leite Filho, presidente da Sociedade Hípica Paulista. 

A venda dos ingressos foi feita na entrada do evento (sem venda on-line). O Relatório de Risco e Especificação do Evento prevê "acesso de público controlado através de lista na portaria e de convidados que possuam comprovante de compra de ingresso - público sentado".  

A Prefeitura também autorizou a instalação de arquibancadas com distanciamento físico entre os torcedores. Os lugares estavam marcados com "x" para destacar a necessidade de distância. Mesas para dez pessoas recebiam, no máximo, seis ocupantes. A área total do clube também dificulta aglomerações e a disseminação do novo coronavírus. A Sociedade Hípica Paulista possui uma área de 180 mil metros.

Além disso, o evento prevê grande rotatividade do público, pois será realizado entre 8h e 23h. A festa que normalmente acontece após o evento foi cancelada neste ano. Os organizadores do concurso admitem que a realização do evento foi cercada de dúvidas, questionamentos e consultas ao departamento jurídico em relação às normas que seriam adotadas.

A Prefeitura de São Paulo confirmou a autorização para o evento. "A Prefeitura de São Paulo, por meio de Secretaria da Saúde, informa que a autorização para a presença de público foi dada pela Covisa - Coordenadoria de Vigilância em Saúde. Todo evento que envolve presença de animais passa pela vistoria zoosanitária, que libera ou não a sua realização. Este será a primeira competição esportiva com presença de público realizada durante a pandemia de Covid-19, seguindo as orientações de distanciamento social", diz nota ao Estadão

Copa do Mundo

Esta será a 30.ª edição do evento, que distribuirá R$ 315 mil em premiação. Ao longo do Indoor da SHP serão realizadas 19 provas com obstáculos que vão de 1,10m a 1,60m. No domingo, ocorrerá a prova mais esperada do torneio com duas voltas: às 14h, com obstáculos a 1,40m, e às 18h30, com obstáculos a 1,60m. José Reynoso Fernandez Filho, tetracampeão 2010/2017/2018/2019, é forte candidato ao penta.

A disputa será válida pelo ranking brasileiro e etapa seletiva da liga sul-americana para a final da Copa do Mundo 2021 em Gotemburgo, na Suécia. A briga pelo título do ranking brasileiro ainda tem mais cinco etapas até 20 de dezembro. O evento na Hípica Paulista também terá o tradicional "Desafio carro x cavalo Stuttgart Porsche" com duplas formadas por cavaleiros e pilotos da Stock Car. Em 2019, Beto Gresse conquistou o tri formando dupla com o cavaleiro Pedro Távora de Matos.

O público ainda pode conferir apresentações de volteio, rédeas, adestramento e atrelagem. Destaque ainda para a Exposição Jayme Loureiro Filho, com fotos e feitos do cavaleiro que presidiu a Hípica entre os anos 1940 e 1960 e foi idealizador do maior picadeiro coberto da América do Sul, palco do Indoor. Para as crianças, foi montado um parque de lazer com monitores e passeio em pôneis com acompanhamento dos professores da Escola de Equitação SHP.

CSI-W e CSN Indoor SHP 2020

Data: 28/10 a 1.º/11

Local: Sociedade Hípica Paulista (Rua Quintana, nº 206 – Brooklin Novo – SP)

Ingressos na recepção

28 e 29/10 (quarta e quinta-feira): R$ 80/dia

30 e 31/10 e 1º/11 (sexta, sábado e domingo): R$ 100/dia

Crianças: até 2 anos não pagam, de 3 a 10 anos pagam 50% do valor do ingresso

Pessoas a partir de 60 anos: pagam 50% do valor

Limitação de público: 60% da capacidade

Tudo o que sabemos sobre:
hipismoSociedade Hípica Paulista

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.