Morry Gash/AP
Morry Gash/AP

Holograma de Prince não aparecerá no Super Bowl, dizem familiares do cantor

O espetáculo do intervalo ficará a cargo do cantor Justin Timberlake

EFE

04 Fevereiro 2018 | 02h04

MINEÁPOLIS - A família de Prince finalmente negou as notícias de que o holograma do falecido cantor apareceria durante o espetáculo do intervalo do Super Bowl 52, que ficará a cargo do cantor Justin Timberlake.

O Super Bowl 52 será disputado neste domingo no US Bank Stadium, em Mineápolis, entre New England Patriots e Philadelphia Eagles.

A família de Prince disse no sábado através de uma conta do Twitter administrada por seu irmão, Omarr Baker, que o uso do holograma do cantor não vai acontecer.

+++ Super Bowl tem mais audiência na parabólica que na TV a cabo

Baker deu por concluído a polêmica publicada pelo portal "TMZ", que indicava que Timberlake planejava mostrar um holograma em honra a Prince e sua cidade natal de Mineápolis (Minnesota).

Na mesma conta do Twitter, um de seus contatos lhe perguntou: "Isto significa que você não autorizou ou que não está acontecendo?", e Baker respondeu: "Ambos".

A ex-noiva de Prince, a cantora Sheila E., também reagiu à notícia do TMZ, e escreveu: "Prince me disse: nunca permita que alguém crie um holograma de mim. Não seria agradável que isso acontecesse!".

+++ Tom Brady lidera virada histórica e New England Patriots conquista o Super Bowl 51

O show de Prince no Super Bowl 41 em 2007 ainda é considerado um dos melhores de todos os tempos, particularmente depois que o cantor se apresentou durante uma verdadeira tempestade enquanto cantava "Purple Rain".

Em entrevista coletiva na quinta-feira, Timberlake disse que Prince "na sua opinião, é o melhor músico de todos os tempos da cultura pop".

E acrescentou: "O tempo que passei com ele, falando de música, são lembranças que levarei comigo para sempre". /EFE

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.