Arquivo/AE
Arquivo/AE

Holyfield estaria envolvido em caso de violência doméstica

Ex-campeão mundial teria agarrado sua mulher pelo pescoço e a agredido na frente dos dois filhos do casal

EFE,

11 de fevereiro de 2010 | 20h04

O ex-campeão mundial dos pesos pesados Evander Holyfield está envolvido em um caso de violência doméstica, informou o The Atlanta Journal-Constitution. Candi Holyfield, mulher do ex-pugilista, conseguiu no início do mês uma ordem temporária de afastamento, apresentada semana passada num tribunal do estado da Geórgia.

Com isso, Evander Holyfield não pode ficar a menos de 500 metros de sua esposa e os dois filhos do casal, um menino de seis anos e uma menina de cinco. A audiência está marcada para o dia 18.

 

Segundo a denúncia, ele agarrou sua esposa pelo pescoço e a agrediu, além de jogar uma garrafa de água nela - tudo isso diante das crianças. A discussão foi motivada pelo dinheiro que a família dava à igreja.

"Ela me disse que não estava sendo respeitosa. Começou a dizer que devia colocar Deus à frente na minha vida", apontou Candi Holyfield, de 30 anos. Ainda segundo o depoimento, Evander Holyfield teria lhe pedido desculpas ao perceber o que tinha feito. 

 

A esposa de Holyfield também declarou que os abusos dele começaram seis meses de casarem, em julho de 2003, e voltaram enquanto estava grávida do primeiro filho de ambos.

 

Holyfield, de 47 anos, foi quatro vezes campeão mundial dos pesos pesados. Até agora o ex-boxeador não recebeu nenhuma acusação, e a Polícia ainda não abriu investigação.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.