Holyfield: o sonho acabou

Americano perde para russo e desperdiça chance de conquistar pela 5.ª vez o título dos pesados

Wilson Baldini Jr., O Estadao de S.Paulo

13 de outubro de 2007 | 00h00

Acabou o sonho de Evander Holyfield de conquistar pela quinta vez o título mundial dos pesos pesados. Ontem, na Khodinka Ice Palace Arena, em Moscou, o norte-americano, de 44 anos, foi derrotado pelo russo Sultan Ibragimov, por pontos, após 12 assaltos. Os três jurados foram unânimes em apontar como vencedor o campeão da Organização Mundial de Boxe: 118-110 e 117-111 (dois).O canhoto Ibragimov, de 32 anos, soube usar sua melhor mobilidade e os reflexos. Sua tática foi simples: atingir Holyfield e sair de seu raio de ação. Com isso, foi acumulando vantagem na papeleta dos jurados. Holyfield, valente, buscou encurtar a distância, mas não teve o mesmo ímpeto mostrado em mais de 23 anos de carreira. No 12º round, o ex-campeão conseguiu colocar uma bomba direita na cabeça de Ibragimov, mas o dono do cinturão da OMB soube se recuperar e levar a luta até o final.Ibragimov segue invicto, com 22 vitórias (17 nocautes) e um empate. Seus próximos compromissos deverão ser pela unificação do título dos pesados. Terá pela frente seus colegas da ex-União Soviética. Wladimir Klitschko é campeão pela Federação Internacional de Boxe, Ruslan Chagaev, pela Associação Mundial de Boxe e Oleg Maskaev, pelo Conselho Mundial de Boxe. A derrota deve colocar um ponto final em uma das carreiras mais brilhantes da história do pugilismo. Medalha de bronze na Olimpíada de Los Angeles-1984, Holyfield entrou no boxe profissional ainda naquele ano e, em 1988, já era o campeão unificado dos cruzadores, categoria imediatamente abaixo dos pesados.Em 1989, Holyfield ganhou massa muscular, subiu de peso e foi buscar fama e fortuna entre os pesados. Em 1990, bateu James Buster Douglas, algoz de Mike Tyson. Perdeu o título para Riddick Bowe, em 1992, mas recuperou no ano seguinte.Foi derrotado pelo canhoto Michael Moorer, em 1994, e quase abandonou a carreira por causa de um problema no coração. Após tratamento, retornou aos ringues para derrotar seu maior adversário: Tyson. E em duas oportunidades. Na segunda, perdeu parte da orelha direita por causa de uma mordida do adversário.Ficou campeão até 1999, quando perdeu para o britânico Lennox Lewis. Recuperou o cinturão pela última vez , em 2000, ao bater o porto-riquenho John Ruiz. Com problemas no ombro direito, somou três derrotas consecutivas (Chris Byrd, James Toney e Larry Donald). Operou o ombro e passou por adversários de segunda linha, como Jeremy Bates, Fres Oquendo, Vinny Maddalone e Lou Savarese. Holyfield encarou os maiores nomes de sua geração. Entre eles, George Foreman, Larry Holmes, Lennox Lewis, Mike Tyson, James Buster Douglas e até Adilson Maguila Rodrigues, a quem venceu por nocaute no segundo assalto,em 1989. Somou 42 vitórias, nove derrotas e dois empates. Colocou com destaque seu nome na história do boxe mundial.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.