Honda culpa problema em software por abandono de Alonso no GP da Espanha

A Honda revelou nesta segunda-feira que um problema no software foi o responsável pelo abandono do espanhol Fernando Alonso no GP da Espanha, no domingo. A fornecedora da McLaren garantiu que o motor não foi afetado pela falha.

Estadão Conteúdo

16 de maio de 2016 | 16h12

"Eu não estou certo sobre a causa exata, mas aconteceu um problema no comando do software e interrompeu o funcionamento do motor", disse o chefe da Honda, Yusuke Hasegawa, em entrevista à revista inglesa Autosport. "O motor está bom, podemos usá-lo em Mônaco", garantiu o dirigente, já projetando a próxima etapa do Mundial de Fórmula 1.

Hasegawa, no entanto, admitiu a preocupação com a falha. "Parou de funcionar no traçado e precisamos checar se havia algum prejuízo no motor por causa da alta temperatura", declarou o principal dirigente da Honda junto à McLaren.

O problema aconteceu durante a segunda metade da prova, impedindo Alonso de tentar alguma reação diante de sua torcida. O piloto da casa obtivera no GP espanhol sua melhor largada desde que voltou à equipe. Saiu do 10º posto e estava em 12º quando houve o problema no software.

Tudo o que sabemos sobre:
HondaFernando AlonsoEspanhaMcLaren

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.