Hóquei segura empate com Canadá após levar 9 na estreia, mas vai disputar bronze

A vaga nos Jogos Olímpicos parece ter feito bem para a seleção brasileira de hóquei sobre grama. O Brasil reencontrou, nesta quinta-feira, o mesmo Canadá que lhe aplicou inapeláveis 9 a 1 na estreia e, desta vez, valendo vaga na final, segurou um elogiável empate por 0 a 0. Mas perdeu nos pênaltis e agora vai disputar o bronze dos Jogos Pan-Americanos de Toronto.

Estadão Conteúdo

23 de julho de 2015 | 22h29

O resultado cresce em expressão porque o Canadá tem enorme tradição no hóquei, sendo considerado a principal escola do hóquei sobre o gelo. Na grama, o país ocupa o 13.º lugar do ranking mundial, sendo o segundo melhor das Américas - atrás apenas da Argentina.

Esta é apenas a segunda vez que o Brasil disputa o hóquei nos Jogos Pan-Americanos, depois de ter competido no Rio, em 2007, por convite, e perdido todos os jogos por goleada. Desta vez, após levar 9 a 1 na estreia, passou a fazer disputas equilibradas. Venceu o México por 1 a 0, perdeu de 3 a 1 do Chile e avançou graças ao regulamento peculiar da modalidade.

Isso porque, diferente do basquete, do polo aquático e do futebol (em que só os dois primeiros de cada grupo avançavam), ou mesmo que do vôlei (o primeiro foi à semi, o segundo e o terceiro à repescagem), no hóquei todos os quatro time de cada chave avançavam às quartas de final.

Assim, o Brasil teve a chance de enfrentar os EUA e vencer nos pênaltis, após empate em 1 a 1. Com o resultado, garantiu ao menos o quarto lugar no Pan e atingiu o critério exigido pela federação internacional para estar na Olimpíada: ser Top 6 em Toronto.

Diante do Canadá, a seleção já não tinha mais nenhuma responsabilidade. Cumprira seu objetivo no Pan. Mesmo assim a derrota veio só nos pênaltis, por 5 a 3. Os canadenses agora decidem o ouro com a Argentina. O Brasil joga às 18h (de Brasília) do sábado, contra o Chile, pelo bronze.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.