Hornets segura o Celtics e garante vitória de virada

David West brilha e marca 37 pontos no triunfo da equipe de New Hornets sobre o rival de Boston

REUTERS

23 de março de 2008 | 12h58

O New Orleans Hornets encontrou uma forma de segurar o Boston Celtics no sábado, virando o jogo para vencer por 113 a 106 o time com melhor performance nesta temporada da NBA.  O Celtics foi a New Orleans após ter disputado três jogos no Texas que os fez ser a primeira equipe em sete anos a vencer o San Antonio Spurs, o Houston Rockets e o Dallas Mavericks na sequência. Mas eles desperdiçaram uma liderança de 15 pontos no início do jogo e caíram diante de um jovem e talentoso Hornets, líderes da Divisão Sudoeste. "Sabíamos que eles viriam quentes", afirmou David West, do Hornets, depois de marcar 37 pontos na nona vitória consecutiva do time em casa. "Eles bateram os três times do Texas. Nós apenas queríamos jogar duro esta noite." O Boston começou sua seqüência de cinco jogos fora de casa vencendo o Milwaukee e então passeou pelo Texas antes de chegar para o grande jogo deste sábado. Mas o Celtics perdeu a posse de bola por 21 vezes, o que permitiu 32 pontos do New Orleans, e a derrota fez o seu histórico na competição cair para 55 vitórias e 14 derrotas. "Hoje foi a noite das bolas perdidas", disse o técnico do Celtics, Doc Rivers. "Fomos muito descuidados com a bola. Eles jogaram com mais disposição, jogaram com mais energia e mereceram a vitória." A vitória levou o Hornets à vice-liderança da Conferência Oeste, atrás do Los Angeles Lakers. Apesar da marca de 4 vitórias e uma derrota em jogos fora de casa ser especial na NBA, o Celtics voltou para casa sabendo que poderia ter vencido todos os cinco jogos. "Eu disse aos rapazes, 'boa viagem', mas perdemos a partida em que perdemos a posse de bola", disse Rivers. "Não sei porque nos sentiríamos bem com isso."

Tudo o que sabemos sobre:
NBABoston CelticsNew Orleans Hornets

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.