Michael Dalder/ Reuters
Michael Dalder/ Reuters

AO VIVO

Confira tudo sobre a Copa do Mundo da Rússia 24 horas por dia

Hosszu ganha 386 mil dólares na Copa do Mundo de Natação, mas não bate recorde

Circuito distribuiu US$ 100 mil, cerca de R$ 316 mil, a cada um dos dois nadadores que mais pontos somaram

Estadão Conteúdo

31 Outubro 2016 | 14h07

Pelo quinto ano consecutivo, Katinka Hosszu dominou a temporada da Copa do Mundo de Natação, que em 2016 voltou a ser realizada em piscina curta. O circuito teve sua última etapa entre sábado e domingo passados, em Hong Kong, e distribuiu US$ 100 mil a cada um dos dois nadadores que mais pontos somaram após nove etapas: a húngara no feminino e o russo Vladimir Morozov no masculino.

A Federação Internacional de Natação (Fina) incentiva que os nadadores cumpram rotinas extenuantes e compitam no maior número de provas possível. Além dos US$ 100 mil como campeã geral no feminino, ela ganhou outros três cheques de US$ 50 mil como campeã de cada uma das três fases, cada uma com três etapas.

Além disso, há uma premiação por cada medalha de ouro (US$ 1,5 mil), prata (US$ 1 mil) e bronze (US$ 500). Com isso, Katinka terminou a temporada com uma premiação total de US$ 386 mil, o equivalente a R$ 1,22 milhão. Mesmo assim, não bateu o recorde histórico da Copa do Mundo, dela mesma, que ganhou US$ 389 mil em 2014.

A jamaicana Alia Atkinson (US$ 160 mil) e a dinamarquesa Jeanette Ottesen (US$ 156 mil) ficaram em segundo e terceiro lugares no ranking feminino de premiação, respectivamente, A russa Yulia Efimova somou US$ 102 mil, muito acima dos US$ 64 mil da também russa Daryna Zevina, sexta do ranking.

Entre os homens, destaque para Vlad Morozov, que somou US$ 332 mil. O sul-africano Chad le Clos ficou com US$ 197 e o japonês Daiya Seto com US$ 127 mil. O brasileiro Felipe Lima ganhou US$ 19 mil, mas, especialista no nado peito, só conseguiu prêmios por medalhas, não por desempenho geral.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.