Hoyama promete 'lutar muito' por vaga na Olimpíada

O mesa-tenista Hugo Hoyama mantém vivo o sonho de disputar, em Londres, a sua quinta e última olimpíada. O agora segundo maior medalhista do Brasil em Jogos Pan-Americanos (tem dez ouros, mas foi ultrapassado pelo nadador Thiago Pereira) foi campeão da Seletiva para o Campeonato Latino-Americano, no início do mês, e mostrou que segue como um dos principais atletas da modalidade no País. Aos 42 anos, ele quer ir a Londres para só depois se aposentar.

AE, Agência Estado

29 de dezembro de 2011 | 14h01

"Vou lutar muito por uma vaga em Londres e, depois, vou parar. Mesmo pensando no Pan de Toronto (em 2015) ou nas Olimpíadas do Rio, não estarei mais como atleta. Só tenho certeza de que estarei dentro do esporte, independentemente do que for fazer. Seja como técnico, seja como coordenador, vou estar batalhando do lado de fora, mas certamente na equipe", revela Hoyama.

Com o título da Seletiva, Hoyama se garantiu no Campeonato Latino-Americano, que será realizado entre 28 de fevereiro e 1.º de março de 2012, no Rio, e distribuirá cinco vagas olímpicas por equipes. O time brasileiro terá também Gustavo Tsuboi, atual campeão latino-americano, e mais dois mesa-tenistas convocados por critérios técnicos. Estes quatro devem brigar por três vagas na equipe olímpica, caso o Brasil confirme o favoritismo e fature a vaga.

Hoyama, porém, já se prepara para deixar sucessores. O atleta do Palmeiras sofreu apenas duas derrotas na Seletiva, uma delas para seu xará Hugo Calderano, colega de treinos. "Ele está com 15 anos e superbem. Se mantiver esse ritmo de treinamento e de crescimento no esporte, com certeza pode ser um grande vencedor pelo Brasil", elogia o veterano.

"Eu treino muitas vezes com essa nova geração, mas brinco com eles que não passo muitas coisas porque não quero perder a vaga em 2012. Mas já vou dando algumas dicas. Viajamos muito, e brinco muito com eles. Daqui a um tempo vou estar batalhando do lado de fora, passando realmente a experiência que tenho para os mais novos, torcendo para que eles ganhem até mais do que ganhei", completa Hoyama.

Tudo o que sabemos sobre:
tênis de mesaHugo Hoyama

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.