Hudson minimiza pancada e diz que deve reforçar o Cruzeiro na segunda-feira

O volante Hudson se tornou preocupação para o técnico Mano Menezes após o empate com o Joinville, na última terça-feira, pela Copa da Primeira Liga. O jogador precisou deixar o campo no início do segundo tempo por causa de uma forte pancada sofrida ainda na etapa inicial. Ele próprio, no entanto, minimizou a gravidade do problema e disse que espera estar em forma para reforçar a equipe na segunda-feira.

Estadao Conteudo

22 de março de 2017 | 14h34


"Foi um famoso 'tostão' no início do jogo. Fui proteger a bola e o menino veio com o joelho na minha coxa. Está um pouco dolorido, mas não deve ser nada grave. O pessoal da fisioterapia vai dar uma atenção para soltar o músculo, costuma embolar um pouco, por isso fica dolorido. Vamos torcer para melhorar o mais rápido possível", declarou, mirando o confronto com o Uberlândia pelo Campeonato Mineiro.


Mano poupou seus titulares e levou o Cruzeiro a campo com uma escalação alternativa em Joinville. Para Hudson, era a oportunidade de mostrar que pode ser o substituto do lesionado Henrique, que está fora de ação por até dois meses por conta de uma lesão muscular. Mas se pode ficar de fora graças à pancada sofrida na terça, o volante fez questão de elogiar seus concorrentes no setor.


"Temos eu, o Romero, o Lucas (Silva), o Nonoca... Tenho certeza que o Mano fará a melhor escolha para a equipe. E vamos torcer para a recuperação mais rápida possível do nosso companheiro Henrique", comentou Hudson.

Tudo o que sabemos sobre:
futebol

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.