Hugo Calderano é craque também ao resolver cubo mágico

Quebra-cabeça tridimensional é o hobby do mesa-tenista, que já conseguiu alinhar as cores em 9 segundos, perto do recorde mundial

Amanda Romanelli, O Estado de S. Paulo

27 Setembro 2014 | 17h00

Assim como qualquer garoto de sua idade, Hugo Calderano é ligado em tecnologia. Mas troca qualquer gadget por um brinquedo totalmente analógico, criado há quatro décadas. O mesa-tenista gosta mesmo é de desembaralhar o cubo mágico. “É o meu maior hobby. Me diverte muito mais do que ficar mexendo no celular”, diz Hugo.

O atleta usa o raciocínio rápido do tênis de mesa para alinhar as cores do quebra-cabeça tridimensional, criado em 1974 pelo húngaro Erno Rubik. Seu recorde, afirma, é solucionar o jogo em 9 segundos - de acordo com Hugo, o recorde mundial é quatro segundos mais baixo.

Hugo havia sido apresentado ao cubo pelo pai, mas voltou a usá-lo quando precisou fazer uma cirurgia no quadril, há dois anos. Foram quatro meses parado, sem treinar o tênis de mesa. “Aí virou vício”, brinca. Hoje, usa a internet para, em sites especializados, comprar adesivos e repor as cores de cada quadradinho, já gastas pelo uso. No celular, instalou um aplicativo que ajuda a embaralhar o cubo de maneira diferente a cada vez que a brincadeira começar.

Mais conteúdo sobre:
Rio 2016 tênis de mesa Hugo Calderano

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.