Wu Hong/EFE
Wu Hong/EFE

Hugo Calderano perde para chinês nas quartas e se despede do Grand Finals

Brasileiro cai para Fan Zhendong, número 2 do ranking mundial, por 4 a 1 (10/12, 5/11, 7/11, 11/5 e 9/11)

Redação, Estadão Conteúdo

14 de dezembro de 2019 | 12h20

Hugo Calderano se despediu do World Tour Grand Finals, torneio que reúne os melhores do Circuito Mundial de Tênis de Mesa na temporada. Na madrugada deste sábado, o brasileiro foi superado nas quartas de finais pelo chinês Fan Zhendong, número 2 do ranking mundial, por 4 a 1 (10/12, 5/11, 7/11, 11/5 e 9/11) e terminou o torneio, disputado em Zhengzhou, na China, entre os oito primeiros.

Foi a 11ª vez no ano que Calderano chegou ao menos nas quartas de finais em torneios internacionais, incluindo as disputas do Pan de Lima, Copa Pan-Americana, Copa do Mundo e Circuito Mundial.

O brasileiro foi o último atleta não-oriental a cair no Grand Finals, nos torneios individuais e de duplas dos dois naipes. As semifinais do individual masculino serão disputadas exclusivamente por chineses: Fan Zhendong enfrenta Lin Gaoyuan e Xu Xin encara Ma Long.

Assim como acontecera no jogo das quartas de final, contra Jun Mizutani, Calderano entrou muito concentrado na partida. Foi ainda mais agressivo do que anteriormente, e conseguiu dificultar o jogo do chinês ao máximo, de modo que ficou perto da vitória no primeiro set ao abrir 9 a 4. No entanto, Zhendong foi buscar o resultado, empatou e virou. Calderano chegou a salvar um set point, mas o chinês venceu a primeira parcial.

A vitória fortaleceu Zhendong, que abriu vantagem no segundo set, impedindo que Calderano reagisse. O competidor local chegou a abrir 5 a 1 e administrou a vantagem até o final da parcial, fechando em 11 a 5. Na terceira parcial, o brasileiro chegou a dar impressão de que reagiria, abrindo 2 a 0. Mas levou a virada e viu o técnico Jean-René Mounié pedir tempo. Não adiantou: Zhendong seguiu em ritmo muito intenso e não poupou o brasileiro, fechando em 11 a 7. Como detalhe, num dos poucos ralis longos do set, Calderano finalizou um ponto em que a bola atingiu a marca de 108 quilômetros por hora.

Calderano encontrou seu melhor momento no quarto set. Seus ataques precisos irritavam Fan Zhendong, que chegou a estar perdendo por 9 a 2 e acabou sendo superado por 11 a 5. Porém, o brasileiro ainda precisava vencer mais três sets para sair vitorioso do confronto. Chegou a fazer uma quinta parcial equilibrada com o número 2 do mundo, mas não resistiu.

"Foi uma pena, pois o Hugo estava desenvolvendo um jogo muito interessante no primeiro set. Abriu uma boa vantagem, jogando o melhor dele, mas não conseguiu fechar. Depois disso, o Fan Zhendong conseguiu jogar mais relaxado, e quando abriu 3 a 0 ficou muito mais difícil", lamentou o técnico Jean-René Mounie.

Este foi o último compromisso internacional de Hugo Calderano na temporada de 2019. No final de janeiro, ele encara o primeiro desafio do Circuito Mundial em 2020: o Aberto Platinum da Alemanha, em Magdeburg.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.