Leslie Plaza Johnson/AP
Leslie Plaza Johnson/AP

Hugo Calderano vence e faz história ao avançar para as quartas de final do Mundial de Tênis de Mesa

Pela primeira vez um mesa-tenista brasileiro consegue chegar a essa fase da competição; próxima partida começa à meia-noite, na virada de sábado para domingo

Redação, Estadão Conteúdo

27 de novembro de 2021 | 10h05

Depois de igualar a marca dos lendários mesa-tenistas Ubiraci Rodrigues da Costa, o Biriba, e Cláudio Kano, ao chegar nas oitavas de final do Mundial de Tênis de Mesa, disputado nos Estados Unidos, Hugo Calderano foi mais longe na noite desta sexta-feira. O carioca de 25 anos venceu o esloveno Darko Jorgic por 4 sets a 1 e se tornou o primeiro brasileiro a avançar às quartas de finais de uma edição do torneio.

O chinês Liang Jingkun, que venceu o inglês Liam Pitchford nas oitavas, será o adversário do brasileiro nas quartas de final, que levam à disputa das medalhas. O jogo histórico para o tênis de mesa do Brasil, em busca do pódio inédito, começa à meia-noite, na virada de sábado para domingo.

Calderano venceu o duelo contra Jorgic, disputado no George Brwon Convention Center, em Houston, com propriedade, após parciais de 8/11, 11/6, 11/3, 13/11 e 11/2. A expectativa, aliás, era de um jogo muito mais complicado, até porque Jorgic eliminou Calderano no WTT Star Contender em março, no Catar.

“O Hugo jogou muito bem. Mesmo iniciando com nível alto, perdeu o primeiro set. O Jorgic botou uma intensidade realmente alta. Mas o Hugo conseguiu manter essa intensidade e achou várias soluções na partida. Fechou muito bem o jogo curto e foi bem agressivo. O Hugo pode sair muito satisfeito e ficar focado daqui a pouco para as quartas de final”, disse Jean-René Mounié, técnico do mesa-tenista.

Depois de um início complicado, com uma vitória do esloveno no primeiro set, Calderano passou a dificultar a recepção do esloveno e assumiu o comando do partida. O domínio se estendeu até a quarta parcial, quando o duelo voltou a ficar equilibrado. Mesmo perdendo a oportunidade de fechar dois set points, o brasileiro manteve a concentração para vencer por 13 a 11, antes de dominar o quinto set e garantir a classificação.

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.