Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Estadão Digital
Apenas R$99,90/ano
APENAS R$99,90/ANO APROVEITE

Hugo Parisi garante 150.ª vaga olímpica para Brasil

O Brasil chegou nesta sexta-feira a 150 atletas na sua delegação olímpica. Nesta tarde, em Londres, Hugo Parisi ficou no 14.º lugar na plataforma de 10 metros na Copa do Mundo de Saltos Ornamentais e, por ter avançado à semifinal da competição, conquistou a vaga olímpica para o Brasil nesta prova. A tendência é que ele mesmo seja convocado pela CBDA (Confederação Brasileira de Desportos Aquáticos).

AE, Agência Estado

24 de fevereiro de 2012 | 16h56

A competição que está sendo realizada em Londres desde terça-feira vale também como evento teste olímpico e classifica os 18 semifinalistas de cada prova individual para os Jogos. Como 12 vagas já haviam sido distribuídas no Mundial, outras cinco nos torneios continentais, e há um limite de dois atletas por país, haverá descartes. Estas vagas remanescentes serão decididas no domingo, quando acontecem as repescagens.

Um dia antes, no sábado, Parisi disputa as semifinais da plataforma, buscando ficar entre os 12 primeiros colocados. Se conseguir tal feito, participa da final do evento teste, também no sábado. Nas eliminatórias, ele somou 431.40 pontos.

A Olimpíada londrina será a terceira da carreira de Parisi. A primeira classificação dele foi para os Jogos de Atenas, em 2004, quando ficou apenas no 32.º lugar dentre 33 competidores na plataforma de 10 metros. Quatro anos depois, em Pequim, ele foi bem melhor e terminou em 19.º.

Além de Parisi, outro brasileiro que já havia garantido a vaga olímpica nos saltos ornamentais havia sido Cesar Castro, que terminou a Copa do Mundo de Londres no 14.º lugar no trampolim de 3 metros.

Em cada uma das duas últimas olimpíadas o Brasil teve quatro representantes nos saltos ornamentais: além de Parisi e Castro, também Juliana Veloso e Cassius Duran. Estes dois ainda buscam a classificação, na repescagem da Copa do Mundo. Ela foi a 39.ª colocada no trampolim de 3 metros, na quinta, enquanto Duran ficou em 37.º na plataforma, nesta sexta. Ambos competem domingo.

Em busca de ampliar a lista de atletas olímpicos dos saltos ornamentais, o Brasil tem esperanças também em Andressa Mendes, de apenas 14 anos, que vai disputar a repescagem da plataforma de 10 metros. Ela foi a 31.ª na fase de classificação.

Tudo o que sabemos sobre:
saltos ornamentaisOlimpíada

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.